Urânio no Ceará: Mina em Santa Quitéria é apontada como 'nova CSP'

Após mudanças na direção do Ibama, projeto que terá investimento de US$ 350 milhões poderá ser retomado. Operações deverão ser iniciadas até 2025, mas especialistas apontam risco de contaminação por radioatividade