Pesquisadores dos EUA e Alemanha identificam anticorpos capazes de bloquear infecção por Covid-19

Sozinhos ou combinados, os anticorpos COV2-2196 e COV2-2381 conseguiram impedir que o vírus da doença invadisse as células humanas

Legenda: Micrografia eletrônica de varredura colorida de uma célula fortemente infectada com partículas do vírus Sars-Cov-2 (amarelo), isoladas de uma amostra de paciente
Foto: Fotos Públicas

Uma pesquisa desenvolvida por cientistas de universidades nos Estados Unidos e na Alemanha identifica dois anticorpos com capacidade para bloquear a infecção pela Covid-19. O estudo foi divulgado nesta quarta-feira (15) na revista "Nature", uma das publicações científicas mais importantes no mundo.  

De acordo com a pesquisa, os anticorpos COV2-2196 e COV2-2381, juntos ou separadamente, foram capazes de impedir que o vírus se ligasse e invadisse as células humanas.

Com isso, foi registrada redução na inflamação no pulmão e na carga viral, além da perda de peso em camundongos infectados pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). O uso dos anticorpos individualmente ainda protegeu os macacos-rhesus de serem contaminados.

"Juntos, esses resultados sugerem que os anticorpos, sozinhos ou em combinação, são candidatos promissores para a prevenção ou o tratamento da Covid-19", afirmam os cientistas em trecho do estudo.

Quero receber conteúdos exclusivos do Dias Melhores