Mulheres melhoram a autoestima e a vida financeira por meio da gastronomia

Conheça a história de Ana Cipriano e Kelly Carvalho que resgataram desejos de viver e de se redescobrirem como protagonistas das próprias histórias

Legenda: Ana Cipriano e Kelly Carvalho apostam na gastronomia como fonte de renda
Foto: Camila Lima

Mistura, bate, vai para o forno, experimenta. Essa é a nova rotina de duas profissionais da gastronomia, Ana Cipriano e Kelly Carvalho. Mas o que elas têm em comum além de cozinhar? O desejo de mudar a própria realidade e, ao mesmo tempo, se redescobrir como mulher. 

Ana tem 35 anos, mas por boa parte da vida da cearense, a cozinha era um cômodo quase que inabitável. Ela também não suportava a ideia de ter que cozinhar. No entanto, por ironia do destino, talvez, se viu encantada por esse mundo de ingredientes. 

Durante muitos anos foi funcionária de empresas privadas, por isto Ana traz no currículo o conhecimento de quem começou a trabalhar aos 11 anos, para ajudar a família quando perdeu o pai. Quando se tornou mãe, resolveu apostar no próprio negócio, no ramo de colchões, para ter mais tempo com as filhas. Porém, três anos depois, já com uma franquia a mais, acabou perdendo as empresas. 

Com altas contas a pagar e duas filhas para criar, Ana viu na confeitaria a chance para mudar de realidade. “Sempre gostei de doce, apaixonada, fazia algumas sobremesas em casa, mas nada profissional. Um dia, pedi a Deus que me desse sinais do que eu pudesse fazer para ter uma renda. Quando eu navegava nas redes sociais e via aquelas opções maravilhosas, eu falava: nossa que tentação”.

Esperança 

Após 20 minutos da publicação nas redes sociais, o cardápio das guloseimas para encomendas já tinha quatro pedidos. Com uma quantia em dinheiro doada por um amigo que sabia da situação, comprou os materiais e suprimentos para começar a produção. 

Mesmo com tantas dificuldades, Ana encontrou na Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco a chance de se profissionalizar na área e aprimorar técnicas. “A primeira vez que eu fui, estava morando em Caucaia, demorei duas horas para chegar aqui de ônibus”, lembra.

Com a gastronomia, além de recuperar a vida financeira, Ana resgatou a vontade de aprender mais e adquirir novas habilidades e capacidades. Atualmente, mora no Paracuru e trabalha produzindo alfajor, pão de mel, palha italiana, brigadeiros gourmet, bolos e outras sobremesas por meio da divulgação online, tendo como vitrine o Instagram (@anabananadocesgourmet). Para o futuro, ela pretende abrir a própria confeitaria. 

Legenda: Bolo de milho feito por Ana Cipriano
Foto: Camila Lima

Durante a entrevista, a equipe de reportagem do Verso foi recebida com uma dessas delícias feitas por Ana: o bolo de milho. Mesmo sem apreciarmos o sabor em específico, experimentamos e adoramos! 

Redescobrir

A partir de uma conversa com os três filhos, sobre as delícias da comida de vó, Kelly Carvalho, 38 anos, despertou o interesse pela gastronomia. Sem incentivos da mãe para cozinhar, ela também cresceu avessa à prática culinária. 

“Quando eu percebi que meus netos não iriam desfrutar dessas comidinhas da avó, eu quis mudar essa história”. Soube por um amigo sobre os cursos da Escola, onde também encontrou a oportunidade para ter uma profissão e, começou, pelo curso de confeitaria. Mesmo com todas as dificuldades por morar longe, em Caucaia, decidiu apostar no sonho.

Ao se descobrir na gastronomia, já passou a comercializar os bolos caseiros, que faz até hoje como uma fonte de renda extra. Apesar do gosto pela produção de doces, foi na cozinha quente que se encontrou, ao participar da última edição da Bienal Internacional do Livro do Ceará. 

“A gente recebeu o texto dos convidados e tínhamos que extrair pratos. Um, que me chamou muita atenção, foi o ‘Cozinhar: uma história natural de transformação’, de Michael Pollan, que fala sobre o resgate do prazer de cozinhar, desse amor”, lembra. O resultado foi um assado de panela e, a partir dali, Kelly soube o que queria ser: uma chef. 

Hoje, ela trabalha na cozinha de um restaurante prestes a inaugurar, com testes de cardápio e almoço dos funcionários, além de continuar vendendo os bolos sob encomenda que divulga em perfil do Instagram (@mainhaboloscaseiros).

Legenda: Amostradinho de carne de sol com purê de macaxeira preparado por Kelly Carvalho
Foto: Camila Lima

Assim como Ana, Kelly também preparou um dos pratos que gosta de cozinhar, o Amostradinho de carne de sol, feito com purê de macaxeira, uma mistura perfeita e suave de dois ingredientes regionais. 

A gastronomia resgatou a vontade de sonhar de Kelly. “Estava sem perspectiva, vivendo um dia após o outro, porque não tinha me encontrado ainda. Fui mãe muito cedo, meu marido me deixou com os três filhos, estava sobrevivendo. Aprendi que eu sou capaz, hoje sou totalmente realizada e feliz”, finaliza. 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?