Mercado São Sebastião recebe primeira edição do Festeja Buchada

O evento promete produzir a maior iguaria do País, além de inovações na receita tradicional

Legenda: Aos fins de semana, o prato original é um dos mais pedidos por turistas e cearenses que visitam o Mercado São Sebastião
Foto: Gustavo Sampaio

Prato típico da culinária nordestina, a buchada ganhará o primeiro festival em Fortaleza, entre os dias 8 e 9 de novembro. Ao todo, 10 chefs do Mercado São Sebastião apresentarão diferentes misturas gastronômicas durante o "Festeja Buchada". No período, a iguaria tradicional será comercializada com preços promocionais e as novas criações serão oferecidas ao público para degustação. Além disso, os chefs participantes irão se unir para preparar a maior buchada do País, total de 100kg, com certificação de empresa nacional de recordes.

A literatura gastronômica pontua a buchada, como no Dicionário do Folclore Brasileiro, de Luís da Câmara Cascudo, como comida à base de carne de cabrito, carneiro ou ovelha, cozida do bucho do animal. Geralmente, a carne e as entranhas dos animais são cortadas em pedaços pequenos, temperadas com hortelã, cominho, alho, sal, salsa e cebola. Depois de recheado, o bucho é costurado e levado ao fogo por, no mínimo, cinco horas, tempo necessário para amaciar muito bem a carne. No Mercado São Sebastião, o sucesso do prato é tão forte que parte dos permissionários entrega por meio de aplicativos.

Fábio Rodrigues Pinto, 39, é filho de permissionária do Mercado São Sebastião. Ao lado da mãe, Eleusina Rodrigues, mantém um restaurante que funciona há 38 anos. O empenho pela cozinha é tão grande que ele escolheu se formar em gastronomia para gerenciar melhor o negócio familiar. A buchada é o prato principal da casa aos fins de semana. "Fazemos de 25 a 30 quilos. Minha mãe é chefe master e eu gerencio o administrativo. A buchada tem clientes fiéis", explica Fábio Rodrigues. Para atrair o público durante o festival, eles preparam uma mistura de buchada e panelada.

"Serviremos uma panelada de carneiro. São miolos e tripas temperados com alho, cebola, pimentão, açafrão e pimenta do reino. De guarnições, acompanha arroz, cuscuz e cheiro verde. Diferente do prato original, com o bucho aberto, nesse iremos cortar ele todo". Outros pratos do festival estão sendo desenvolvidos com recheio de galinha caipira, camarão e peixe.

Variedade

Ao todo, 15 estandes serão montados no Mercado na próxima sexta-feira (8). Segundo Firmo Bezerra, administrador do equipamento, a ideia é trazer novos usuários para o espaço público e também apresentar novos pratos. "As receitas serão inovadoras. A ideia é que o público possa escolher o recheio, assim como em uma tapioca". Durante o mês de outubro, os permissionários realizaram o teste para a produção da maior buchada do País. Professores de gastronomia participaram da criação de 12kg do prato. "Fizemos para testar a conservação dos pratos", explica Firmo.

Para homologar a buchada do Mercado São Sebastião como a maior do País, uma equipe técnica do RankBrasil - empresa independente que atua há 17 anos em todo território nacional registrando exclusivamente recordes brasileiros - acompanhará o processo de elaboração do prato. Ao todo, 100kg de buchada serão servidos de forma gratuita no encerramento do segundo dia do festival.

Serviço
I Festeja Buchada
Nos dias 8 e 9 de novembro. A abertura acontece às 18h , no Mercado São Sebastião (Rua Clarindo de Queiroz, 1745 - Centro). Haverá shows de artistas como Renno e Waldonys