Marcas cearenses inovam para abordar temáticas de meio ambiente

A moda local envolve outras vertentes artísticas para criar baseada na perspectiva da sustentabilidade e da valorização do natural

Escrito por Redação,

Verso
Legenda: Os noves pares da coleção da Borandá possuem tons terrosos e neutros, que remetem à natureza
Foto: Fotos: Natália Marques

Moda é diversidade, simboliza afeto e traduz ideais. Por ser tão plural, ela transborda em si e atinge outras vertentes artísticas. A exemplo disso, marcas cearenses apostam em novos conceitos para abordar a valorização do meio ambiente.

A delicadeza do traço de Raisa Christina retrata um pequeno pássaro. O soldadinho-do-araripe voando no Nordeste é uma das inspirações para a ilustradora, que ousou ter sapatos como tela. A minicoleção "Flâmula", da marca vegana Borandá, inova com nove pares feitos por Olga Moara, artesã e criadora, e adornadas por desenhos de Raisa. O título remete a uma pluma ardente e faz referência ao pássaro desbravador, com desejo de aventura.

Ao pensar nas memórias sensoriais dos pés, a dupla levou em conta a força libertadora que os percursos trazem e, assim, relacionaram o voo ao exercício da caminhada. Segundo Olga, todos os produtos da coleção são inspirados em pássaros ameaçados de extinção que habitam a Caatinga. O auxílio técnico veio do biólogo Bruno Barbosa que forneceu uma lista de espécies, das quais oito foram escolhidas para compor as peças.

Sobre o processo criativo das ilustrações, Raisa afirma que a parceria foi um desafio. "Os sapatos já são lindos exatamente como são, sem pintura. Eu não estava diante de um espaço vazio. Tive que dialogar cuidadosamente com a peça, com seu volume e seus terrenos. Toda a criação foi bastante experimental", afirma a ilustradora.

A artista optou por utilizar poucas cores, aquelas tidas como "menores" ou "sujas": os marrons, ocres, cinzas, beges e tons de terra. As pequenas intervenções pintadas fizeram surgir galhos, cabeças de pássaros e algumas aves de corpo inteiro nos calçados. Além disso, as peças da "Flâmula" foram idealizadas para que gerassem o menor impacto possível à natureza. "Escolhemos utilizar tecidos menos agressivos ao meio ambiente, como algodão cru, brim e outros de reaproveitamento como as matérias-primas principais. Em busca de um processo produtivo mais humano, sensível e atento", comenta Olga.

Legenda: A ilustradora Raisa Christina desenhou pássaros ameaçados de extinção na coleção de sapatos "Flâmula"

Neste sábado (6), a coleção estará à venda na Feirinha Suspensa, que acontecerá no Meraki Fortaleza, a partir das 15h. Ela também pode ser encontrada no site da Borandá. Os valores das peças variam de R$190 a R$250.

Legenda: A marca de sapatos veganos Borandá lança coleção com nove pares com ilustrações de pássaros ameaçados de extinção da Caatinga
Foto: Foto: Natália Marques

Entre flores e tecidos

Unindo paisagismo e moda, a designer cearense Gisela Franck apresenta a coleção "Jardim do Amor". Inspirada pelo artista chinês Ai Weiwei e sua obra-protesto "Cesta de Bicicleta com Flores em Porcelana", ela expôs sua criação nas passarelas do DFB 2019. No desfile, as peças eram apresentadas com flores que foram desidratadas e aplicadas para a ocasião.

Legenda: A designer cearense Gisela Franck apresenta a coleção "Jardim do Amor" que une moda ao paisagismo
Foto: Foto: Nicolas Gondim

O trabalho foi realizado em parceria com a tia de Gisela e paisagista Vânia Franck. A cartela de cores das roupas passeia por tons de terra e off que remetem a uma cor natural, crua. Segundo Gisela, a natureza é representada nos tecidos, todos naturais.

Em uma das peças, desenvolvemos uma gaze de linho que remetia à palha do coqueiro

A designer afirma que sempre teve relação com o meio ambiente. "Minha avó tinha um jardim lindo todo feito e cuidado por ela. Meu pai nos criou no mar e nos levava para ver as estrelas. Brinco que o nosso amor pela natureza nunca foi por moda, mas por essência", conta. A coleção estará disponível neste sábado (6), no espaço Casa Linda Flor. Os valores das peças variam de R$150 a R$2000.

Legenda: No DFB 2019, as peças do "Jardim do Amor" eram apresentadas com flores desidratadas e aplicadas para a ocasião
Foto: Foto: Divulgação

Serviço
Feirinha Suspensa

Coleção "Flâmula" estará à venda junto com outras marcas, neste sábado (6), das 15h às 21h, no Meraki (Rua Pereira Filgueiras, 1931, Aldeota). Gratuito.

Casa Linda Flor
Coleção "Jardim do Amor" estará a venda. Hoje(6), das 8h30 às 19h, na Casa Linda (Rua Professor Dias da Rocha, 1101, Aldeota). Gratuito.

Sabadinho na Ahazando
Hoje, das 10h às 18h, na Ahazando (Av. Monsenhor Tabosa, 1171, Meireles). Gratuito.