Tempestade de areia escurece céu em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul; veja vídeo

Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o fenômeno é provocado por um período seco de estiagem prolongada

Tempestade de areia no Mato Grosso do Sul
Legenda: O vento forte causou danos em Campo Grande, com explosões de cabos de energia
Foto: Reprodução/MetSul Meteorologia

Uma forte tempestade de areia cobriu o céu de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, na tarde desta sexta-feira (15). O fenômeno, acompanhado de um forte vento, cobriu o Sol e escureceu a cidade em um tom vermelho.

De acordo com a MetSul Meteorologia, o aeroporto do município registrou rajadas de vento de 94,5 quilômetros por hora (km/h).

O vento forte causou danos em Campo Grande, com explosões de cabos de energia. Segundo a empresa, a temperatura estava em 33 °C antes da ventania; com o evento climático, baixou para 18 °C.

Em setembro deste ano, uma tempestade de areia arrastou um avião que estava na pista do Aeroporto de Ribeirão Preto, em Estado de São Paulo.

Causas da tempestade de areia

Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a situação de natureza pouco comum são provocadas por um período seco de estiagem prolongada, baixa cobertura vegetal, temperaturas elevadas e o solo nu na região que já se prepara para o plantio, cujo início se dá na primavera.

A primavera traz as primeiras tempestades. E como não há chuva suficiente nesse período, o fenômeno se torna comum.

Quando a chuva chega, os ventos aceleram e formam uma corrente descendente ou frente de rajada. Ao encontrar uma área mais quente, seca e com muita poeira, os ventos formam a nuvem.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil