China libera insumos para mais 8,7 milhões de doses da CoronaVac, diz governador de SP

coronavac
Legenda: Insumo vai ser usado para produção de doses da CoronaVac no Brasil
Foto: José Leomar

A China liberou a exportação de 5,6 mil litros de insumos para a CoronaVac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. A informação foi anunciada pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), nesta segunda-feira (1º). O volume é suficiente para a aplicação de 8,7 milhões de doses do imunizante.

A matéria-prima tem chegada prevista para o próximo dia 10.

De acordo com Dimas Covas, diretor do Butantan, as doses começarão a ser distribuídas para o Ministério da Saúde a partir de 25 de fevereiro até a primeira quinzena de março. A expectativa é liberar até 600 mil vacinas por dia.

Outra remessa de 5,4 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) da farmacêutica Sinovac deve chegar na noite desta quarta-feira (3), em Campinas, segundo Doria. O material permite a produção de 8,6 milhões de doses da vacina.

Ao todo, com os contratos já firmados, o governo e o Instituto Butantan esperam receber o equivalente a 17,3 milhões de doses em insumos para produção da CoronaVac.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil