Salvador é a primeira capital do Nordeste a decretar lockdown durante a 2ª onda da Covid-19

Veja o que pode ou não pode abrir durante a vigência do decreto na Bahia

Salvador fica vazia com o lockdown
Legenda: Comércio de rua, bares, restaurantes e shoppings devem ficar fechados
Foto: Max Haack/ Agecom

O governo da Bahia decretou lockdown a partir das 17h desta sexta-feira (26). A capital Salvador terá apenas atividades consideradas essenciais abrindo normalmente até o próximo dia 1º de março. No período, a circulação de pessoas será restrita das 20h às 5h. Com a decisão, a cidade de Salvador se torna a 1ª capital do Nordeste  a adotar medidas mais rígidas em meio à 2ª onda da pandemia de Covid-19 no País. 


Os estabelecimentos que não se enquadram como fundamentais deverão operar de acordo com os horários definidos pelo governo, que limita o funcionamento até às 19h. Bares e restaurantes com atendimento presencial deverão fechar às 18h.

Já os shoppings, galerias e demais centros comerciais às 19h. O escalonamento de horários busca evitar aglomerações no transporte coletivo. As pessoas poderão circular no horário restrito somente em casos de deslocamento por motivos de saúde ou urgência justificada. 

O governador do Estado, Rui Costa (PT), explicou que a medida foi necessária diante do agravamento da crise sanitária.

"Nosso grande objetivo agora é garantir o distanciamento social nesta fase crítica da pandemia. Temos 195 pessoas, neste momento, aguardando vagas em leitos de UTI na regulação. Isto revela o drama que estamos vivendo", disse. 

Dos 14 hospitais em Salvador que atendem o SUS, seis apresentam nesta quinta-feira (25) taxa de ocupação de UTI de 90% ou mais. O Hospital Português e o Hospital de Campanha Covid-19/Itaigara Memorial estão com todos os leitos ocupados. A taxa de ocupação atual de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) Covid-19 da Bahia é de 83%.

Restaurantes e venda de bebidas

Serviços de alimentação por delivery poderão funcionar até meia-noite. Mercados e padarias poderão até as 20h. As feiras livres poderão abrir, mas desde que em ambiente ao ar livre e com distanciamento entre as barracas.

Já a comercialização de bebidas alcoólicas está proibida em qualquer estabelecimento comercial, inclusive supermercados e delivery, a partir das 18h de sexta-feira.

Eventos e práticas esportivas 

Seguem suspensos também os eventos, independentemente do número de participantes e horário. Dentre eles, cerimônias de casamento, atividades religiosas, solenidades de formatura. O mesmo vale para aulas em academias de dança e ginástica. 

Além disso, estão proibidas atividades esportivas coletivas amadoras. Já as práticas individuais estão autorizadas desde que não ocasionem aglomerações.

O que funciona

Podem funcionar normalmente os terminais rodoviários, metroviários, aquaviários e aeroviários; os serviços de limpeza pública e manutenção urbana; delivery de farmácia e atividades profissionais de transporte de privado de passageiros.