Sarto envia à Câmara Municipal projeto que destina R$ 300 mil ao abrigo São Lázaro, em Fortaleza

Lei foi apresentada e seguirá para as comissões; abrigo passa por dificuldades financeiras e corre o risco de fechar

Sarto Nogueira
Legenda: A novidade foi divulgada pelo prefeito nas redes sociais ainda na sema apassada.
Foto: Reprodução/Prefeitura de Fortaleza

O prefeito José Sarto (PDT) enviou à Câmara Municipal o Projeto de Lei que prevê repasse de R$ 300 mil anuais ao abrigo animal São Lázaro, em Fortaleza. O texto será lido em plenário e em seguida encaminhado às comissões temáticas. O local é um dos mais simportantes da Capital no resgate e cuidados aos animais abandonados, e enfrenta dificuldades financeiras.

A novidade foi divulgada pelo prefeito nas redes sociais ainda na semana passada. Sarto ainda declarou que determinou a elaboração de um projeto de lei para criação de uma bolsa de proteção animal destinada a quem se dedica ao resgate de bichos em situação de abandono. 

Na mensagem enviada aos veradores, a Prefeitura justifica que a ação visa "reprimir impactos ambientais negativos decorrentes desse abandono, como a transmissão de doenças, descontrole populacional e o desequilíbrio ecológico, além do cuidado com o animal em situação de abandono". 

O texto destaca ainda que, em Fortaleza, há ao menos 400 mil animais, e cerca de 10% "não possui um lar adequado, vivendo em situação de abandono nas ruas". 

O valor de R$ 300 mil a ser repassado em 12 parcelas, após o trâmite na Câmara, será para "execução de ações relacionadas à manutenção e incremento da estrutura para cuidar de cães e gatos urbanos abandonados e vítimas de maus tratos e encaminhamento ao médico veterinário quando necessário". 

MAIS DE R$ 150 MIL EM DÍVIDAS 

O abrigo soma dívidas relacionadas a intervenções cirúrgicas nos animais. Ao todo, contabilizando contas em três clínicas veterinárias, o valor ultrapassa os R$ 100 mil. Outro problema do local é o abastecimento de água. O serviço foi cortado por falta de pagamento e a conta é orçada em R$ 50 mil.

"O nosso custo de energia é muito alto. É mais de R$ 3 mil. Compramos medicamentos, encaminhamos animais debilitados para clínicas, entre outros gastos. Usamos 350 kg de ração por dia e nem o básico estamos conseguindo suprir", destacou a presidente do estabelecimento.

COMO AJUDAR?

Para poder manter os custos com os animais já abrigados, o Abrigo São Lázaro pede doações através das contas bancárias:

Pix: CNPJ 13043465000171

Picpay: @abrigosaolazaroo4

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
CNPJ:13043465/0001-71
Agência: 0619
C/C: 3054-6
OP: 003

BANCO DO BRASIL
CNPJ:13043465/0001-71
Agência: 2925-4
C/C: 32784-0

ITAÚ
CNPJ 13043465/0001-71
Agência 1338
C/C;71900-6