Produção industrial recua 1,7% no Ceará em dezembro, diz IBGE

Segundo o IBGE, houve uma redução em 12 dos 15 locais pesquisados

Legenda: Em relação a dezembro de 2018, a indústria no Ceará apontou um avanço de 4,5%
Foto: Foto: Arquivo

A produção industrial cearense  recuou 1,7% na passagem de novembro para dezembro, interrompe o crescimento de 3% registrado em novembro, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional, divulgados nesta terça-feira (11), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em relação a dezembro de 2018, a indústria no Ceará apontou um avanço de 4,5%, mesmo percentual de crescimento de Rio Janeiro (4,5%), ficando atrás apenas do Amazonas (12,2%).Com o resultado, o Estado acumula taxa de 1,6% no ano e nos últimos 12 meses.

De acordo com o IBGE,  destacou-se a fabricação de produtos têxteis (48,6%), confecção de artigos do vestuário e acessórios (34,2%), fabricação de coque, de produtos derivados do petróleo e de biocombustíveis (33,7%) e da fabricação de produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos (32,4%). Por outro lado, caíram a preparação de couros e fabricação de artefatos de couro, artigos para viagem e calçados (-18,1%) e a metalurgia (-12,6%).

Outros locais

A produção industrial recuou em 12 dos 15 locais pesquisados na passagem de novembro para dezembro de 2019. Em São Paulo, maior parque industrial do País, houve uma redução de 0,9%. As demais taxas negativas ocorreram no Mato Grosso (-4 7%), Rio de Janeiro (-4,3%), Minas Gerais (-4,1%), Bahia (-2,4%) Espírito Santo (-2,3%), Ceará (-1,7%), Pernambuco (-1,7%), Goiás (-1,5%), Rio Grande do Sul (-1,2%), Amazonas (-1,0%) e Santa Catarina (-0,7%).

Na direção oposta, houve avanços no Paraná (4,8%), Pará (2,9%) e Região Nordeste (0,3%). Na média global, a indústria nacional recuou 0,7% em dezembro ante novembro.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados