Primeiro trimestre é época mais favorável para a procura de estágio

Com a formatura de muitos estudantes no fim do ano, os primeiros três meses do ano são de reposição de estagiários nas empresas. Cursos de Direito, Administração e Ciências Contábeis são historicamente mais demandados

Legenda: Setor da construção civil esperava que segmento fosse liberado para operar durante pandemia
Foto: Foto: Thiago Gadelha

O ano está entrando em seu terceiro mês e ainda há boas oportunidades para quem busca a primeira chance no mercado de trabalho com um estágio. Segundo empresas que fazem a ligação entre as vagas ofertadas e os estudantes, o primeiro trimestre do ano é a melhor época para isso - justamente porque, em dezembro e janeiro, é encerrada boa parte dos contratos.

O supervisor do Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee) em Fortaleza, Cláudio Moreira, explica que há uma concentração maior de contratos finalizados nesse período porque também é quando há um maior o número de concludentes de curso. "Em Fortaleza e na Região Metropolitana, totalizando 54 cidades do Ceará, devem ser ocupadas 400 vagas para estagiários e aprendizes", diz ele, em relação a oportunidades abertas em fevereiro e março.

De acordo com Moreira, 70% dessas vagas estão concentradas na Capital, enquanto as outras 30% estão diluídas nas outras regiões. Ele explica que o maior volume de vagas é direcionado nos cursos de Administração, Direito e Ciências Contábeis. "No caso dos cursos técnicos, a principal demanda é de estagiários de Logística", aponta.

As constantes alterações no mercado de trabalho devem, entretanto, provocar mudanças na concentração de vagas em determinados cursos. Em um curto prazo, por exemplo, ele acredita que o reaquecimento do mercado imobiliário e, consequentemente, do setor da construção civil no Estado, pode impulsionar a demanda por estagiários de Engenharia Civil.

Estruturação

Para Robério Henrique, diretor da Link Estágios, a oferta das vagas do primeiro trimestre tende a se concentrar especialmente em março, uma vez que, em janeiro, boa parte do efetivo das empresas está de férias e a estruturação para o ano ainda está acontecendo. "Em fevereiro, tem o Carnaval. Então as empresas deixam para abrir as vagas em março", afirma.

Ele reforça que os cursos de Direito e Administração lideram a oferta de oportunidades para os estudantes e que a empresa está trabalhando para que outros cursos também sejam contemplados. Advogados e administradores também se destacam entre as contratações como efetivos, segundo Henrique.

Vantagens

O diretor da Link Estágios lembra que a contratação do estagiário é uma ótima oportunidade tanto para a empresa quanto para o estudante. Da perspectiva empresarial, o grande ganho é pegar uma pessoa com informações atualizadas e descobrir talentos.

"É uma forma de pegar profissionais sem vício de mercado, formar aquela pessoa dentro da visão cultura e missão da empresa. E quem ganha mesmo é o estudante, que tem o primeiro contato com o mercado de trabalho e tem a oportunidade de ficar efetivo", destaca.

Além da experiência de mercado, o estágio também contribui para o orçamento familiar do estudante. Henrique aponta que, mesmo que o estagiário ajude a pagar as contas de casa, ele reduz as despesas familiares. "Isso diminui a evasão escolar. Lembrando que, para estagiar, o estudante precisa estar regularmente matriculado e ter 16 anos ou mais".

Henrique ressalta que a Capital se destaca pelo polo de educação de nível superior que possui. Ele afirma que a cidade tem grandes universidades e companhias no mercado. "As grandes empresas têm programas de estágio. Sem falar dos órgãos públicos que contratam estagiários para sua parte administrativa".

Cuidados

A coordenadora de Desenvolvimento Empresarial e Carreiras do Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará), Mariana Fortaleza, recomenda aos interessados prestar atenção aos detalhes das vagas, para que entendam se de fato têm o perfil solicitado. Também é preciso cuidado ao estruturar o currículo e manter dados atualizados.

Feita a candidatura, Mariana aponta ser necessário ficar atento aos canais de contato informados, pois a equipe de recrutamento deve procurar o interessado. "Durante a entrevista, chegar com antecedência, ter cuidado com a postura, com a apresentação pessoal. E caso não puder comparecer, avise à empresa, porque fica muito complicado dizer que vai, não comparecer e não mandar justificativa".

Logística e Saúde em alta entre os técnicos

O primeiro trimestre também é favorável para estágios destinados a estudantes de ensino técnico. O supervisor do Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee) em Fortaleza, Cláudio Moreira, revela que, nesse caso, a principal demanda é de estagiários de Logística.

Outro segmento que está em alta no Estado, de acordo com o diretor-geral do grupo Grau Educacional, Ruy Porto Carreiro Filho, é o de Saúde. Ele ressalta que, por não ter crise ou grandes mudanças de mercado, os cursos dessa área têm sido os carro-chefes.

"Quem antes procurava Eletrotécnica, Segurança do Trabalho e Edificações em 2015, quando eram o carro-chefe, hoje em dia procura cursos de saúde", destaca. Ele detalha que o curso de Enfermagem ainda é o mais solicitado, mas que outros como Radiologia, Farmácia, Nutrição também estão em alta. O diretor-geral revela ainda que os cursos de Farmácia, Nutrição e Estética devem chegar a todas as unidades do Grau Educacional no Ceará, mas ainda não há data para que isso aconteça, por serem cursos que demandem uma estrutura de laboratórios e bibliografia especializada.

Ruy acrescenta que o perfil do estudante da instituição no Ceará é a classe mais humilde da população, com idade entre 16 e 40 anos, e que pode estar em dois momentos: procurando o primeiro emprego, querendo avançar na carreira ou mudando de rumo. "Nós temos alunos com mais de um curso porque o mercado muda e ele muda de área. Por exemplo, o porteiro do meu prédio está fazendo um curso de Radiologia. Tem alguns que fizeram curso de Segurança do Trabalho, que tem tudo a ver, mas tem quem faça em outra área porque o cara não quer ser porteiro a vida inteira".

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados