Preços de frutas e hortaliças reduzem na Ceasa em janeiro por conta das chuvas

O comparativo foi realizado pela Ceasa entre a terceira semana de dezembro de 2019 e a terceira semana de janeiro de 2020

Legenda: Ceasa em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza.
Foto: Cid Barbosa

As chuvas recorrentes no Ceará possibilitaram melhores colheitas e a redução do preços de frutas e hortaliças, segundo a Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa). O órgão analisou os valores encontrados na sede de Maracanaú entre a terceira semana de dezembro de 2019 e a terceira semana de janeiro de 2020.

A maior redução foi no preço do quilo do mamão formosa, cerca de 46% em comparação ao mês de dezembro. O quilo pode ser encontrado por R$ 0,70. Além do mamão, o preço da acerola reduziu cerca de 10% e o consumir encontra o quilo disponível a R$ 3. 

“Somente este mês (janeiro), entraram 484,8 toneladas da fruta na Ceasa, vinda dos municípios de Limoeiro do Norte, Russas, Quixerê e outras regiões produtoras”, aponta Odálio Girão, analista de mercado da Ceasa. 

Os municípios cearenses com maior destaque na produção de mamão são: Guaiúba, Aracati, Limoeiro do Norte, Acaraú, Russas, Maranguape e Apuiarés. As cidades forneceram juntas 1.226,2 toneladas da fruta à Ceasa em Maracanaú.

Outros produtos com redução registrada: 

  • Melancia: redução de 16, 67% (R$ 1 por kg).
  • Cebolinha e coentro: redução de 16,7% (R$ 0,50 a unidade)
  • Limão galego e tahiti: redução de 16, 7% (entre R$ 2,50 e R$ 3,00 a kg) 
  • Chuchu: redução de 7,69%, (R$ 1,00 a kg)
Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios