Usina de dessalinização deve começar a ser construída em Fortaleza em 2022

Contrato de construção foi assinado nesta terça-feira (20) pelo governador Camilo Santana

Evento da assinatura do contrato para as obras da usina de dessalinização de água marinha do Ceará
Legenda: O governador Camilo Santana assinou a ordem de serviço da usina de dessalinização de água marinha do Ceará
Foto: Reprodução Governo do Estado

Foi assinada nesta terça-feira (20) pelo governador Camilo Santana a ordem de serviço para implantação da maior usina de dessalinização de água marinha do Brasil, localizada em Fortaleza. A estimativa é que as obras comecem em 2022. 

A usina terá capacidade de produção de água de 1 m³ por segundo e será instalada na Praia do Futuro. A previsão é de que a conclusão da obra seja em 2025. Com isso, haverá um incremento na oferta de água em Fortaleza e Região Metropolitana em 12%, segundo o governador, beneficiando cerca de 720 mil pessoas.

O novo equipamento irá operar por concessão, por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP) com a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece). A estimativa de investimento por parte do Estado é de mais de R$ 3 bilhões em 30 anos - o período da concessão. 

A dificuldade de recarga hídrica pelos anos de seca no Ceará, segundo ressalta o governador, é o motivador para a busca de alternativas que supram essa carência, dentre elas, a nova usina.

"O Ceará tem sofrido ao longo do tempo com seca e Fortaleza não produz água. Toda a água que abastece Fortaleza vem de fora. A gente vem trabalhando há alguns anos para essa dessalinização, que é você pegar água do mar e transformar em água potável, com qualidade para o consumo humano. 

Usina de dessalinização de água marinha de Fortaleza
Legenda: Projeto da usina de dessalinização de água marinha de Fortaleza
Foto: Divulgação Governo do Ceará

Segundo o Governo do Estado, as tecnologias de dessalinização são autônomas e capazes de produzir água de qualidade superior aos padrões de potabilidade previstos na legislação brasileira. 

Consórcio Águas de Fortaleza, responsável pela construção e operação da usina, estará responsável pela conclusão do projeto executivo, pelo licenciamento ambiental, pela construção da obra, operação e a entrega da água para a Cagece. 

"Essa água será entregue nos reservatórios do Morro Santa Terezinha e da Praça da Imprensa", destacou o governador. 

O projeto 

O projeto da usina prevê a construção da estrutura na Praia do Futuro com o uso de tecnologia por osmose reversa, para obtenção de água potável. Nesse processo, o sal é separado da água por meio da aplicação de uma pressão sobre o líquido.  

Os estudos também preveem que a usina captará água do mar a uma distância de 2,5 mil metros da costa e 14 metros de profundidade. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios