Ducoco aporta R$ 85 mi para dobrar produção

Além de aumentar as vendas no mercado interno, a empresa registrou avanço das exportações em 2014

Escrito por Redação,

Negócios
Legenda: De acordo com o CEO da empresa, Flávio Fernandes, a aposta da empresa se deve aos resultados positivos alcançados nos últimos anos, diante do aumento das vendas de água de coco, coco ralado e leite de coco

Tendo registrado aumento nas vendas de água de coco, leite de coco e coco ralado em 2014, a Ducoco pretende duplicar a produção nos próximos anos, através da ampliação de suas fazendas no Ceará. Criada em 1979 e com escritório em São Paulo, a companhia é hoje uma das maiores exportadoras brasileiras de água de coco.

A ampliação das unidades no Estado se dará através do aporte de R$ 85 milhões, feito por acionistas da empresa e por um dos fundos de private equity gerido pela BRZ Investimentos. Conforme o CEO da Ducoco, Flávio Fernandes, parte dos recursos será utilizada também para a modernização das unidades que a empresa já possui, através, por exemplo, da aquisição de novos equipamentos.

A expectativa, informa, é que a produção duplique em até cinco anos, quando os coqueiros plantados neste ano atingirão o ápice da produtividade. Conforme Fernandes, novos funcionários serão contratados pela companhia no curto prazo, para atuarem no plantio e na irrigação dos novos coqueiros.

A Ducoco possui hoje 1.500 funcionários, os quais estão distribuídos nas sete fazendas do Estado, em duas fábricas - uma delas no município cearense de Itapipoca e outra na cidade de Linhares, no Espírito Santo - em centros de distribuição e no escritório central, em São Paulo.

Bons resultados

De acordo com o CEO, a aposta da empresa se deve aos resultados positivos alcançados nos últimos anos. "Com a água de coco, nós crescemos 35% em 2014 (em vendas)", aponta. Para Fernandes, o bom desempenho da companhia no período deve-se sobretudo aos investimentos feitos na área de distribuição - que contempla de forma diferenciada líquidos e alimentos sólidos - e em marketing, por meio de uma aproximação maior com os consumidores dos produtos.

No fim do ano passado, a marca também lançou uma nova embalagem para a água de coco. O novo formato reforça a origem nas praias do Ceará e destaca detalhes dos processos produtivos da empresa.

O CEO frisa que a água de coco é vendida principalmente nas regiões Sul e Sudeste do País, enquanto o leite de coco tem como principal mercado o Nordeste. "A água de coco não vende tanto no Nordeste por conta da disponibilidade do coco natural, que é muito alta. Mas com o leite de coco, acaba sendo de certo modo o inverso, porque o leite de coco é muito utilizado na culinária nordestina", ilustra.

Exportações

Segundo Flávio Fernandes, a companhia também tem expandido as exportações de forma expressiva. Em 2014, informa, o crescimento das vendas para outros países superou a elevação registrada no mercado interno. O CEO destaca que o início do segundo semestre é o período de maior volume de vendas para outros países, por conta do verão norte-americano, que inicia no fim de junho.

Certificação

Fernandes ressalta ainda, como conquista recente da empresa, o selo Rainforest - certificação internacional de sustentabilidade econômica, social e ambiental. "Esse é o selo mais importante no mundo para agricultura sustentável. Isso nos dá um orgulho muito grande", comenta o CEO da companhia.