Auxílio emergencial: pagamento a 2º grupo ocasiona filas no Ceará; confira as datas de saques

O auxílio de R$600 pagos nesta terça-feira (14), está destinado para quem não é beneficiário do Bolsa Família e tem inscrição no CadÚnico

Legenda: A busca por informações e o recebimento do auxílio gera filas intensas em todo o Estado

Agências e Casas lotéricas estiveram mais movimentadas na manhã desta terça-feira (14) no Ceará. O motivo é a liberação do segundo grupo de saques do auxílio emergencial de R$ 600 à R$ 1.200, pelo Governo Federal. O benefício é uma das medidas promovidas para ajudar a população no enfrentamento da pandemia do coronavírus

Hoje, o saque é destinado para a população que está inscrita no Cadastro Único (CadÚnico), que não estão no programa social do Bolsa Família e não possuem conta no Banco do Brasil ou, poupança na Caixa Econômica Federal. Além disso, o dinheiro será creditado para aqueles que solicitaram a poupança digital da Caixa e são nascidos em janeiro. 

No Ceará

A busca por informações e o recebimento do auxílio gera filas intensas em todo o Estado.  No Conjunto Ceará, região metropolitana de Fortaleza, haviam filas que dobravam o entorno de uma agência da Caixa, logo pela manhã cedo, por volta de 6h30. Em Crateús, as filas também estavam cheias com aglomerações de pessoas nas proximidades das agências.

Em Sobral, a situação não foi diferente, a aglomeração gerou uma fila intensa, em que a população não estava cumprindo as exigências mínimas, como o distanciamento.Em nota, a prefeitura de Sobral pontua que, a Guarda Civil Municipal de Sobral (GCMS), junto com demais órgãos da administração municipal, enviam equipes de agentes às ruas da cidade para evitar aglomerações e controle de filas para uso de serviços essenciais, como lotéricas e banços.

Em Rusas, a população também não estava respeitando o distanciamento mínimo de um metro entre cada pessoa, para se precaver contra o vírus, algumas pessoas estavam utilizando máscaras. 

Já em Quixadá, a situação foi distinta, para  auxiliar a população, a prefeitura colocou tendas para abrigar as pessoas que estavam na espera pelo benefício. Além disso, também houve a distribuição de máscaras.

Outros meios

O fluxo intenso nas filas também é uma das preocupações dos bancos. A Caixa e o Banco do Brasil, orientam seus clientes a evitarem as filas nas agências e recorrerem a outros meios para acessar o dinheiro, como os canais digitais, utilizando as função de débito, crédito ou transferências bancárias.

No entanto, essa não é a realidade de muitas pessoas que não entendem das novas tecnologias e não possuem acesso à internet. Como é o caso do autônomo José Ribamar, 62 anos, ele só não foi até às filas, por pedir ajuda a uma amiga próxima, que realizou o pedido do benefício para ele.

Ribamar trabalha como autônomo prestando serviços em um condomínio de Fortaleza, ele realiza serviços de porteiro e zelador.  "Não é sempre, vez ou outra eles me chamam e eu venho. Mas, já trabalho por aqui há muito tempo", comenta.

Por ser baixa renda e inscrito no CadÚnico e ter uma poupança na Caixa, ele já recebeu o auxílio. Mas, Ribamar só soube que o auxílio havia sido creditado em sua conta ao ir até uma das lotéricas da Caixa no último sábado (11).

"Eu fui em uma lotérica, achei até pouco movimentado por ser sábado. Mas, eu procurei ficar mais distante das pessoas e aí, quando chegou a minha vez, eu saquei o benefício", conta.

Novas datas

A Caixa redefiniu as datas do calendário de pagamentos dos novos lotes do auxílio emergencial. A mudança ocorreu devido ao envio pelo Dataprev, de um primeiro lote de informações dos brasileiros que realizaram o cadastro pelo site ou aplicativo do auxílio emergencial.

Confira os dias de pagamento primeira parcela:

  • Dia 9 de abril: O benefício é destinado as pessoas que estão no CadÚnico, sem Bolsa Família e que possuem conta no Banco do brasil ou na poupança da Caixa
  • 14 a 17 de abril: Neste período receberão o auxílio as pessoas que estão no Cadastro Único, que não recebem Bolsa Família e não tem conta nos bancos.
  • Dia 14 de abril: Nascidos em janeiro
  • Dia 15 de abril: Nascidos em fevereiro, março e abril
  • Dia 16 de abril: Nascidos em maio, junho, julho e agosto
  • Dia 17 de abril: Nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro

Os últimos dez dias úteis de abril: Esse período é destinado aos beneficiários do Bolsa família, conforme o cronograma já previsto.

Os últimos cinco dias úteis de abril: Neste período, o dinheiro estará disponível para os trabalhadores informais que não possuem inscrição no Cadastro Único e nem no Bolsa Família.
Saques em espécie

Outra informação dada pela Caixa, são as datas para o saque em dinheiro do benefício,  em que não é preciso o cartão, nos caixas eletrônicos e lotéricas.  O banco ainda orienta que não é preciso sacar o dinheiro. Pois uma vez creditados, os recursos podem ser utilizados através do aplicativo Caixa Tem para efetuar pagamentos e transferências, entre outros serviços.

A medida se enquadra para quem não tem contas nos bancos e está apto a receber o benefício e terá uma poupança digital pela Caixa, para que o auxílio possa ser recebido. Quem estiver inserido nesse caso, poderá pagas contas  e  realizar transferências ilimitadas entre contas da Caixa ou gratuitamente até três transferências para outros bancos a cada mês, pelos próximos 90 dias.

Confira o calendário de pagamento de saques em espécie pela poupança digital:

  • 27 de abril: - nascidos em janeiro e fevereiro
  • 28 de abril: nascidos em março e abril
  • 29 de abril : nascidos em maio e junho
  • 30 de abril: nascidos julho e agosto
  • 04 de maio: nascidos em setembro e outubro
  • 05 de maio: nascidos em novembro e dezembro
Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios