Tomada de três pinos na mira do governo Bolsonaro

O padrão é obrigatório desde 2011. Para secretário, modelo dificulta entrada de equipamentos elétricos importados e aumenta custos para a adaptação