Com nova lei, País poderá ter até 12 empresas aéreas operando

Especialista ainda acredita que boa parte das companhias deve atuar na aviação regional