Egídio Serpa: Eólica, ceará perde outra vez