Morre juiz e humorista paraense 'Epaminondas Gustavo' após complicações pela Covid-19

Cláudio era juiz há 25 anos e dividia o direito com humor

Ele estava internado desde o dia 9 de janeiro em um hospital particular, vítima da Covid-19 e teve complicação no seu quadro.
Legenda: Ele estava internado desde o dia 9 de janeiro em um hospital particular, vítima da Covid-19 e teve complicação no seu quadro.
Foto: Divulgação/Governo do Pará

A família do juiz Cláudio Rendeiro, que interpretava o personagem humorístico Epaminondas Gustavo, informou, na manhã desta segunda-feira (18), a morte do humorista. De acordo com o G1, ele estava internado desde o dia 9 de janeiro em um hospital particular, vítima da Covid-19. 

Epaminondas recebia doses de remédio e fazia exercícios respiratórios. Na última semana, o quadro de saúde do humorista se agravou. Através das redes sociais parentes e amigos pediram por orações. Por volta das 6h10 da manhã a família comunicou o falecimento.

Trajetória

Com paródias, o humorista era conhecido pela autenticidade. O juiz e ator nas horas vagas, Cláudio Rendeiro, dava a vida ao caboclo Epaminondas. Ele era natural de São Caetano de Odivelas e apaixonado por direito e comédia.

Cláudio era juiz há 25 anos e nunca fez teatro, o que não o impediu, em 2009, de sugerir uma encenação para explicar de forma mais dinâmica o que faz uma Vara de Execução Penal de Penas e Medidas Alternativas, onde são aplicadas penas que não incluem prisão.

 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?