Serviço de bordo em aviões pode voltar após atualização de medidas sanitárias pela Anvisa

Apesar da queda de algumas restrições, a máscara ainda será obrigatória

aeroporto de Fortaleza
Legenda: Passageiros devem continuar de máscara dentro do aeroporto e durante as viagens
Foto: Kid Júnior

Em virtude do fim do estado de Emergência em Saúde Pública pela Covid-19, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou algumas flexibilizações de medidas sanitárias em aeronaves e aeroportos. Segundo a nota, o risco de exposição de viajantes ao vírus "está bastante reduzido". 

Um dos pontos é o retorno do serviço de alimentação de bordo e a permissão para retirar a máscara para comer. Comida em aeronaves estava proibida desde o início da pandemia. 

"A Agência recomenda que os serviços de bordo sejam os mais breves possíveis, de forma a não prejudicar significativamente o uso de máscaras de proteção facial pelos viajantes", pontua o órgão. 

Apesar da queda de algumas restrições, a máscara ainda será obrigatória em aeroportos e aeronaves. "O uso adequado das máscaras protege não apenas o indivíduo, mas a coletividade, razão pela qual se constitui em importante ferramenta de saúde pública", justificou a Anvisa. 

Veja as medidas atualizadas:

  • Retorno do uso da capacidade máxima para transporte de passageiros
  • Retirada da restrição para realização de procedimentos de limpeza e desinfecção da aeronave somente com a aeronave vazia
  • Distanciamento físico entre passageiros, sempre que possível
  • Manutenção do uso das máscaras faciais
  • Manutenção do desembarque por fileiras
  • Manutenção dos avisos sonoros
Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil