Fiocruz libera doses da vacina de Oxford para serem distribuídas no Brasil

Avião com 2 milhões de doses do imunizante chegou ao Rio de Janeiro na noite da última sexta-feira (22)

Legenda: À noite, após a longa viagem da Índia para o Brasil, as vacinas passaram por uma avaliação de temperatura para verificar se estavam nas condições perfeitas
Foto: Reprodução/TV Globo

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) liberou, na tarde deste sábado (23), as doses da vacina Oxford/AstraZeneca para serem entregues ao Ministério da Saúde e, logo após, distribuídas no Brasil. A carga vinda da Índia passou por um processo de análise de segurança desde a madrugada, seguindo exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As informações são do G1.

O carregamento com 2 milhões de doses da vacina chegou ao Rio de Janeiro às 22h da última sexta-feira (22), depois de a Índia ter autorizado as exportações comerciais do imunizante produzido no Instituto Serum, localizado no país asiático.

Análise de protocolo

À noite, após a longa viagem da Índia para o Brasil, as vacinas passaram por uma avaliação de temperatura para verificar se estavam nas condições perfeitas. Nesta manhã, as caixas foram etiquetadas. Cada uma delas tem 50 frascos e 500 doses do imunizante.

Nas primeiras horas deste sábado (23), o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS/Fiocruz) coletou amostras para análise de protocolo e liberação do produto para o Programa Nacional de Imunizações (PNI) distribuí-la pelo Brasil.

Uso emergencial

As vacinas de Oxford farão parte do PNI, que é coordenado pelo Ministério da Saúde e começou no dia 17 de janeiro com 6 milhões de doses da CoronaVac.

Na última sexta-feira (22), outras 4,8 milhões de doses da CoronaVac foram aprovadas para uso emergencial no Brasil. A aeronave foi recebida na pista por um batismo simbólico, com jatos de água lançados em forma de arco pelo Corpo de Bombeiros no Galeão, aeroporto do Rio de Janeiro.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil