Estados monitoram casos suspeitos da variante indiana do coronavírus

As suspeitas estão sendo investigadas nos estados do Rio de Janeiro, Pará, Ceará e Maranhão - onde já há confirmações

Variante indiana
Legenda: Dez casos da variante indiana (B.1617) do coronavírus são monitorados no Brasil
Foto: NIAID

Possíveis casos da variante indiana (B.1617) do coronavírus estão sendo monitorados em quatro estados brasileiros: Ceará, Rio de Janeiro, Pará e Maranhão - que já confirmou seis casos e acompanha 100 suspeitas. As informações são do site Metrópoles.

A suspeita mais recente notificada é de um morador da cidade de Campos dos Goytacazes, no interior do Rio de Janeiro. Ele voltou da Índia no último sábado (22) e testou positivo para a Covid-19.

O homem passou por exames ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, e seguiu em outro voo para a capital fluminense, antes de receber o resultado.

No domingo (23), ele viajou de carro até a cidade onde mora e, agora, cumpre isolamento no Município. 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) notificou as companhias aéreas Qatar e Latam, responsáveis pelos voos do brasileiro, para fornecer a lista de passageiros, que deverão ser monitorados.

100 pessoas monitoradas no Maranhão

O Maranhão confirmou os primeiros casos da nova variante no País, na última quinta-feira (20). A Secretaria de Saúde do Estado disse que a B.1.617 foi detectada em seis amostras coletadas em tripulantes do navio MV Shandong da ZHI, com bandeira de Hong Kong, ancorado em alto-mar na costa de São Luís desde o dia 7 de maio.

Um dos tripulantes da embarcação está internado e outras 100 pessoas que tiveram contato com os infectados ou no mesmo ambiente em que eles estiveram estão sendo monitoradas. 

Demais suspeitas

Na última sexta-feira (21), a Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa) informou que foi notificada pela Anvisa para que monitorasse um caso suspeito da variante da Índia em Fortaleza. 

O paciente é um homem de 35 anos vindo da Índia, que desembarcou em Fortaleza no dia 9 de maio. Segundo a Sesa, ele teve resultado positivo para Covid-19 em dois exames RT-PCR nos dias 10 e 11. 

Já no sábado (22), a Secretaria Estadual da Saúde do Pará revelou que investiga dois casos suspeitos de infecção pela variante indiana no município de Primavera, a 199 km de Belém.

Monitoramento de voos

Ainda conforme alerta da Anvisa, estados e municípios devem monitorar portos e aeroportos para conter a circulação da variante.

Uma das medidas adotadas é a restrição de voos e abordagem de passageiros estrangeiros.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil