Opas alerta para aumento de casos de vírus respiratórios nas Américas, além da Covid-19

Países devem ampliar vigilância para monitorar vírus respiratórios, alertou a organização que é o braço local da OMS

Escrito por Diário do Nordeste/AFP,

Ser Saúde
profissional de saúde com EPI andando em hospital. placa indica a palavra salida
Legenda: Alerta é para que países não descuidem dos demais vírus diante do quadro da Covid-19
Foto: Ernesto Benavides/AFP

Os casos de Covid-19 nas Américas aumentaram 10,4% na última semana em relação à anterior, mas outras infecções respiratórias também registram aumento na região, alertou a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) nesta quarta-feira (1º).

"Os países devem ampliar a vigilância para monitorar outros vírus respiratórios, não só a Covid-19", disse em coletiva de imprensa a diretora da Opas, Carissa Etienne.

Na semana passada, em todo o continente americano foram registrados 1.087.390 casos e 4.155 mortes por Covid-19,  um aumento de 10,4% no número de casos e de 14% nas mortes.

A América do Sul registrou o maior aumento de casos (+43,1%) e a América Central a maior alta de mortes (+21,3%).

Vírus

No entanto, outros vírus respiratórios, como a influenza e o vírus sincicial respiratório (VRS) em crianças, também preocupam a Opas, escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Etienne destacou que desde o surgimento do coronavírus, em 2020, as infecções por influenza foram "excepcionalmente baixas", mas em 2022 aumentou a circulação do vírus da gripe "e não só durante a temporada tradicional de gripe".

México e Peru tiveram um maior número de casos de influenza que o esperado e Argentina, Chile e Uruguai informaram mais hospitalizações que o normal devido à influenza.

Chile, Paraguai, Brasil, Equador e República Dominicana também registram picos repentinos do vírus VRS em crianças pequenas, que em alguns casos precisam de hospitalização.

"Muitos lugares enfrentam a dupla ameaça de um possível aumento da influenza junto com um aumento nos casos de Covid-19, o que colocará os trabalhadores da saúde, os idosos e as mulheres grávidas em um risco extra", disse Etienne.

"Alguns países enfrentam uma ameaça tripla, com a adição de uma onda de VRS em crianças", afirmou.

Etienne enfatizou que as mesmas medidas de saúde pública para se proteger da Covid-19 funcionam para prevenir a gripe e pediu vacinação contra os dois vírus.