Suspeito de matar homem a facadas em briga na Praia do Preá é preso horas depois

Outro suspeito de cometer o crime é procurado pela Polícia

Escrito por Redação,

Segurança
Foto de viatura da PM
Legenda: De acordo com informações da SSPDS, a vítima (identidade não revelada) se desentendeu com os dois homens, em um bar
Foto: Fabiane de Paula

Um homem de 29 anos foi morto a facadas durante uma briga na Praia do Preá, no Município de Cruz (a cerca de 280 km de distância de Fortaleza), na madrugada do último sábado (27). Um suspeito foi preso horas depois pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) e outro homem é procurado pelo crime.

De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a vítima (identidade não revelada) se desentendeu com os dois homens, em um bar localizado no vilarejo da Praia do Preá, e acabou assassinada.

Um suspeito foi identificado e localizado dentro de um transporte coletivo, quando ia viajar para a cidade de Granja, no fim da tarde de sábado (27). Francisco Marcelo da Costa Rodrigues, de 27 anos, foi preso em flagrante por policiais militares da 2ª Companhia do 11º Batalhão Policial Militar (2ª Cia/ 11º BPM).

Francisco Marcelo, que já tinha passagem pela Polícia por homicídio, foi levado à Delegacia Municipal de Bela Cruz, unidade plantonista da Polícia Civil do Ceará (PCCE), onde foi autuado mais uma vez por homicídio.

O homem encontra-se à disposição da Justiça. O inquérito policial foi transferido para a Delegacia Municipal de Cruz, responsável pela investigação do caso. A Polícia Civil segue em diligências a fim de capturar o outro envolvido nesse homicídio."
SSPDS
Em nota

A Secretaria da Segurança Pública lembra que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais, pelo número (88) 3660-1436, que é o telefone da Delegacia Municipal de Cruz. As informações também podem ser direcionadas para o número 181, o Disque-Denúncia da SSPDS; ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, pelo qual podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos pela Pasta.