Capitão Wagner sai em defesa de Luizianne após críticas de Ciro: "preconceituosas agressões"

Não é a primeira vez que Wagner defende nomes do PT contra Ciro Gomes

Legenda: Contra Ciro Gomes, Capitão Wagner já defendeu Dilma Rousseff e Luizianne Lins
Foto: Agência Câmara

Pré-candidato ao Governo do Ceará, o deputado federal Capitão Wagner (UB) prestou solidariedade nas redes sociais à ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), após críticas de Ciro Gomes (PDT) nesta terça-feira (3). 

"Mais uma vez me solidarizo com Luizianne Lins pelas injustas, machistas e preconceituosas agressões sofridas no dia de hoje. Agressões que partem daquele que não respeita professor(a), médico(a), estudante, policial e nem respeita a mãe de eleitor", escreveu o parlamentar.

As "agressões" citadas por Wagner são parte de uma entrevista dada ao Jornal Jangadeiro por Ciro Gomes quando reforçou as desavenças políticas que nutre com a deputada federal do PT.

"Dona Luizianne se omitiu no enfrentamento ao Capitão Wagner (na eleição de 2020) porque está lá entranhada com ele. Porque para essa gente quando pior melhor. Quanto mais desastre acontecer, melhor para eles voltarem porque eles não suportam a ideia", disse.

Desgaste

Na época da campanha eleitoral, a ex-prefeita concentrou as críticas no então candidato do PDT à prefeitura, José Sarto, após a campanha governista veicular ataques à gestão da petista dentro da propaganda partidária.

Também por conta do desgaste na campanha municipal de 2020, o ex-prefeito Roberto Cláudio, que é pré-candidato ao Executivo, é alvo de veto por parte do PT no Ceará que prefere o nome de Izolda Cela à reeleição.

Ciro, inclusive, aproveitou para apontar problemas na gestão municipal entre 2005 e 2012, período em que Luizianne governou a cidade.

"Qual o defeito do Roberto Cláudio? O defeito é que ele pegou todas as escolas de Fortaleza nomeada por vereador, três anos de greve, e consertou a escola, que era a pior no Ceará", declarou.

PT no Ceará

Na mesma entrevista, Ciro também disparou críticas ao PT no Estado.  O presidenciável do PDT afirmou que tem "um lado corrupto do PT que também existe no Ceará".

O partido emitiu uma nota rebatendo as declarações e anunciando uma reunião de emergência na quarta-feira (4), às 17h, para discutir as declarações do ex-ministro.

Procurada, a assessoria da deputada federal Luizianne Lins afirmou que a petista vai aguardar a reunião extraordinária da Executiva Estadual do PT Ceará para posicionamento.


Assuntos Relacionados