Após áudio vazado, advogado de Bolsonaro diz que presidente não mantém contato com Milton Ribeiro

Segundo Wassef, o presidente nunca interferiu em investigações, pois "é crime"

Escrito por Redação,

PontoPoder
frederick wassef
Legenda: Wassef evitou comentar detalhes do conteúdo do áudio, mas defendeu o presidente de acusações
Foto: AFP

O advogado de Jair Bolsonaro (PL) Frederick Wassef afirmou que o presidente não mantém contato com o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro. Ele deu uma coletiva de imprensa improvisada nesta sexta-feira (24) após a divulgação do áudio onde o ex-gestor revela que recebeu ligação do chefe do Executivo Nacional antes de operação da Polícia Federal (PF). 

"Não existe nada entre o presidente e o ex-ministro, eles não têm contato, eles não se falam. O presidente cuida do Brasil. Ele não é advogado e nada tem que ver com seu ex-ministro e (com) investigações contra seu ex-ministro", disse Wassef, segundo O Globo. 

OUÇA O ÁUDIO VAZADO :

Wassef evitou comentar detalhes do conteúdo do áudio, onde Ribeiro, preso mais cedo nesta semana por suposta interferência religiosa no MEC. No entanto, ele defendeu Bolsonaro e disse que ele nunca interferiu na investigação. 

"O presidente não tem nenhuma informação sobre nenhuma investigação. Isto é um crime. O que estão perguntando é se o presidente faz crime. Não, o presidente Bolsonaro é vítima de crimes. Não comete crimes, não tem acesso a nenhum tipo de informação privilegiada, não interfere na Polícia Federal", pondera. 

Ele disse ainda que "se o ex-ministro usou o nome do presidente Bolsonaro, usou sem seu conhecimento, sem sua autorização, ele que responda. Compete ao ex-ministro se explicar o que ele fala".

Até o momento, Milton Ribeiro não se posicionou sobre a investigação e o áudio vazado. Nesta sexta, o Ministério Público Federal apontou suspeita de interferência indevida de Bolsonaro no inquérito. O caso foi remetido ao Supremo Tribunal Federal (STF).