Serviços 5G serão ampliados na Grande Fortaleza com financiamento de R$ 146 milhões à Brisanet

A linha de crédito foi autorizada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)

Escrito por Redação ,
Homem observa torre de 5G
Legenda: A Brisanet irá utilizar o crédito para investir em ampliação e aperfeiçoamento de serviços de internet e telecomunicações em Fortaleza e na Região Metropolitana
Foto: Shutterstock

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) autorizou a concessão de crédito no valor de R$ 146,1 milhões para a empresa cearense Brisanet. O investimento será aplicado na ampliação e aperfeiçoamento de redes e serviços de internet e telecomunicações em 168 comunidades periféricas localizadas em Fortaleza, Caucaia, Maracanaú e Maranguape, no Ceará. Está prevista ainda a instalação 50 mil modens para fornecimento de banda larga sem fios, via links de rádio entre torres de celular e residências de clientes. 

O anúncio da parceria foi feito nesta terça-feira (14), em evento no Complexo Mais Infância do Cristo Redentor, na Capital, com a presença do presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, do CEO da Brisanet, Roberto Nogueira, do ministro das Comunicações, Juscelino Filho, e da governadora em exercício no Ceará, Jade Romero (MDB).

Veja também

Foco em 5G

Os serviços ofertados, segundo a Brisanet, têm foco especial na tecnologia 5G. O projeto inclui 95 torres de telecomunicações e 95 Estações Rádio Base (ERBs), que servirão para expandir a cobertura do Serviço Móvel Pessoal (SMP), por meio da propagação do sinal 5G, alcançando mais de 200 mil pessoas.

Segundo o CEO da Brisanet, esse é apenas o primeiro projeto resultado da parceria com o BNDES. "A inclusão digital sempre foi nosso maior propósito. Há mais de 25 anos, temos investido no Nordeste, por enxergarmos o potencial e as oportunidades que essa região nos oferece. Agora, com o apoio dos recursos do Fust [Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações], estamos determinados a ir ainda mais longe", comentou Nogueira.

Os destaques das últimas 24h resumidos em até 8 minutos de leitura.
Assuntos Relacionados