Governo Federal amplia em R$ 5 bilhões os créditos de financiamento para o agronegócio

No Ceará, 4.320 trabalhadores do campo devem ser beneficiados com o AgroNordeste, programa que objetiva aumentar a eficiência produtiva destes e que amplia o acesso ao crédito rural

Legenda: Pequenos e médios produtores que já comercializam parte da produção e que ainda encontram dificuldades para expandir o negócio são o foco do programa
Foto: Foto: Honório Barbosa

Ao todo, 4.320 produtores rurais que moram nos Sertões de Crateús e Inhamuns, e Vale do Jaguaribe, no Ceará, serão beneficiados com o AgroNordeste, projeto desenvolvido pelo Governo Federal que objetiva aumentar a eficiência produtiva dos trabalhadores do campo e incrementar entre 20% e 50% a renda destes. Com a assinatura da Medida Privisória (MP), na última terça-feira (1°), o Governo Federal possibilitará a locação de R$ 5 bilhões a mais de crédito de financiamentos para o setor.

No Sertão de Crateús e Inhamuns, e Vale do Jaguaribe, serão implementadas ações voltadas para o maior desenvolvimento e organização das cadeias produtivas do leite, mel, frutas, ovinos, caprinos, crustáceos, mandioca, feijão, tomate cebola e cachaça, de acordo com a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (Faec).

De acordo com o Governo Federal, o AgroNordeste é voltado para pequenos e médios produtores que já comercializam parte da produção, mas ainda encontram dificuldades para expandir o negócio e gerar mais renda e emprego na região onde vivem.

Para escolha dos territórios, clima, solo, recursos naturais, situação agrária, agropecuária, infraestrutura e socioeconômica das localidades foram levadas em consideração. O projeto deve ser implementado entre 2019 e 2020. A expectativa do Governo Federal é que a ação seja expandida a 30 territórios até 2021.