Caixa reduz juros e cria financiamento imobiliário atrelado a IPCA e CDI para pessoa jurídica

As novas condições entram em vigor na próxima segunda-feira (17).

Legenda: O objetivo, segundo o banco, é fomentar a construção civil
Foto: Arquivo

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quarta-feira (12) novas modalidades de crédito para pessoas jurídicas no setor imobiliário, além da redução dos juros em parte das operações. O objetivo, segundo o banco, é fomentar a construção civil.

O banco passará a permitir que empresas do setor possam obter empréstimos usando os indexadores Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e Certificado de Depósito Interbancário (CDI). As novas condições entram em vigor na próxima segunda-feira (17).

Os novos indexadores estarão disponíveis para dois produtos. O primeiro é o Apoio à Produção (com imóvel ainda na planta), que permite o financiamento do custo total da obra e possibilita aos clientes pessoa física o financiamento para comprar a unidade desde o início da construção do empreendimento.

Outra modalidade é o Plano Empresa, que permite o financiamento de clientes pessoa física a partir da execução de 80% do empreendimento.

As taxas mínimas serão de IPCA mais 3,79% ao ano, CDI mais cupom de 1,48% e 119% do CDI. Já nas operações indexadas à TR (taxa referencial), já existentes, as taxas mínimas baixarão de TR mais de 9,25% para TR mais 6,5%.