Um terço dos municípios cearenses já iniciaram a vacinação do público geral

Até então, a meta do Governo é vacinar 279,3 mil pessoas da faixa etária entre 45 e 59 anos. Número será revisto devido aos cadastros feitos nesta semana

Até terça-feira (8), 64 dos 184 municípios cearenses iniciaram a vacinação do público geral contra a Covid-19.
Legenda: Até terça-feira (8), 64 dos 184 municípios cearenses iniciaram a vacinação do público geral contra a Covid-19.
Foto: Thiago Gadelha

Dos 184 municípios cearenses, 34,7% (64) iniciaram a vacinação do público geral contra a Covid-19 até a última terça-feira (8), segundo o Vacinômetro, do Governo do Estado. O levantamento considerou a aplicação da primeira dose de imunizantes em pessoas das faixas etárias de 45 a 54 anos e 55 a 59 anos. Veja a lista abaixo.

A maioria dessas cidades (41) estava apta a avançar na campanha desde a semana passada, conforme outra apuração publicada pelo Diário do Nordeste na última sexta-feira (4).

Porém, cidades que, à época, não estavam aptas a avançar, ingressaram na lista. Caso, por exemplo, de Cascavel, Crato, Horizonte, Itapipoca, Quixeramobim, Redenção e outras.

Até então, de acordo com o Vacinômetro, a meta do Governo era imunizar 279,3 mil pessoas dessas faixas etárias para, depois, seguir para idades mais baixas. No entanto, devido à quantidade de cadastros feitos na última semana, a Secretaria da Saúde (Sesa) deve atualizar nesta sexta-feira (11) a meta — esse número é importante porque é ele que define quantas doses de vacinas cada município vai receber para aplicar em sua população-alvo.

Cadastros

Rilson Andrade, vice-presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems-CE) e secretário da saúde de Pindoretama, conta que, para a vacinação por faixa etária, os municípios estão escolhendo locais fixos para concentrar equipes e agilizar o processo. 

Ele informou, inclusive, que, nesta sexta-feira (11), Pindoretama já deve estar concluindo a imunização da faixa etária de 50 a 59 anos. “Trabalhar por faixa etária é a melhor coisa. É mais organizado, mais compreensível pra população”, compreende o gestor municipal.

As metas trabalhadas pelo Governo atualmente têm como base os cadastros efetuados no sistema Saúde Digital. Por isso, segundo Andrade, os municípios têm buscado estratégias para garantir que toda a população elegível para se vacinar seja catalogada. “Cada um está fazendo sua estratégia para buscar esses cadastros. Tem município que está fazendo nas escolas, nos postos de saúde, outros estão usando tudo isso. Até a câmara de vereadores [de Pindoretama] vai ajudar”, comenta.

No entanto, o secretário ressalta que a instabilidade do sistema está dificultando os mutirões de cadastramento. “Essa instabilidade é a única coisa que tem nos atrapalhado. A população já entendeu que precisa se cadastrar, mas não é fácil”, relata, destacando que as dificuldades são ainda maiores nas zonas rurais.

A Sesa informou na quinta-feira (10) que a plataforma Saúde Digital voltou a funcionar normalmente. 

Prioridades

Segundo Andrade, os municípios do Interior também continuam vacinando com prioridade pessoas com comorbidades, gestantes, puérperas e das forças de segurança. “O Saúde Digital é muito dinâmico”, disse, destacando que, diariamente, chegam novos cadastros.

Além da meta

Devido a novos cadastros, Governo do Estado vai reajustar metas e doses distribuídas aos municípios.
Legenda: Devido a novos cadastros, Governo do Estado vai reajustar metas e doses distribuídas aos municípios.
Foto: Fabiane de Paula

Na relação de municípios que já deram início à vacinação por faixa etária, chamam atenção alguns que vacinaram além da meta estipulada e das doses recebidas pelo Governo. Aconteceu, por exemplo, em Sobral, Redenção, Jaguaretama, Forquilha e outros. 

Segundo Andrade, isso se justifica pelo uso de doses recebidas por meta superestimada, ou seja, quando o município tem menos pessoas num grupo que o Governo acredita ter mais. Porém, o contrário também acontece, e as cidades, às vezes, recebem menos do que precisam.

O secretário acredita que isso deve ser reajustado em breve pelo Estado.

Confira os municípios que iniciaram a vacinação por faixa etária

  1. Acaraú
  2. Ararendá
  3. Banabuiú
  4. Bela Cruz
  5. Brejo Santo
  6. Cariré
  7. Cascavel
  8. Catunda
  9. Caucaia
  10. Crateús
  11. Crato
  12. Cruz
  13. Farias Brito
  14. Forquilha
  15. Fortaleza
  16. Fortim
  17. Frecheirinha
  18. Granja
  19. Groaíras
  20. Guaiúba
  21. Guaraciaba do Norte
  22. Hidrolândia
  23. Horizonte
  24. Ibaretama
  25. Ibicuitinga
  26. Independência
  27. Ipaporanga
  28. Itapipoca
  29. Iracema
  30. Jaguaretama
  31. Jaguaribara
  32. Jaguaribe
  33. Jijoca de Jericoacoara
  34. Limoeiro do Norte
  35. Madalena
  36. Marco
  37. Mauriti
  38. Milagres
  39. Milhã
  40. Morada Nova
  41. Moraújo
  42. Mucambo
  43. Novo Oriente
  44. Pacatuba
  45. Paramoti
  46. Pindoretama
  47. Pires Ferreira
  48. Porteiras
  49. Quiterianópolis
  50. Quixelô
  51. Quixeramobim
  52. Redenção
  53. Reriutaba
  54. Santa Quitéria
  55. Santana do Cariri
  56. Senador Pompeu
  57. Sobral
  58. Tamboril
  59. Tianguá
  60. Tururu
  61. Ubajara
  62. Umirim
  63. Uruburetama
  64. Varjota

Fonte: Vacinômetro, do Governo do Ceará. Informações até as 17h do dia 8 de junho de 2021.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza