Cidades do Ceará adotam estratégias para cadastrar 3 milhões de pessoas para vacina contra Covid-19

O cadastro no portal 'Saúde Digital' da Secretaria da Saúde (Sesa) do Ceará é obrigatório para o agendamento da vacina

Legenda: As diferentes estratégias adotadas pelos municípios objetiva aumentar o número de pessoas cadastradas no Saúde Digital
Foto: Fabiane de Paula

A Secretaria da Saúde (Sesa) do Ceará projetou a imunização contra a Covid-19 em todos os cearenses entre 18 e 59 anos até agosto deste ano. No entanto, para que a vacina chegue ao braço da população, é necessário, primeiro, que este grupo tenha efetuado o cadastro do portal Saúde Digital

Atualmente, cerca de três milhões de cearenses - inseridos na faixa etária de 18 a 59 anos - ainda não se cadastram e, portanto, não estão aptos a se imunizarem.

O vice-presidente do Conselho das Secretárias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems-CE), Rilson Andrade, reconhece que o cadastro para "parte da população, sobretudo a que vive nas zonas rurais" é um desafio a ser superado e avalia que somente com um ação coordenada e intersetorial será possível contemplar todos os cearenses.

Não é facil [realizar o cadastro], principalmente na zona rural. Várias pessoas não têm acesso a internet e outrass acabam achando o sistema um pouco completo e não conseguem avançar no processo.
Rilson Andrade
Vice-presidente do Cosems

Para reverter este quadro e avançar no processo de cadastro deste público, municípios cearenses estão realizando uma série de estratégias que vão desde "cadastro itinerante" a distribuição de celular entre os agentes de saúde para que eles realizem o processo dos que não possuem acesso à internet. 

O representante do Cosems acrescenta a importância da atuação dos agentes de saúde e reforça a necessidade de outras ações, como divulgação massiva à população. Em Pindoterama, cidade da qual Rilson é secretário da Saúde, os postos de saúde possuem equipes cadastrando os moradores, assim como acontece nos locais de vacinação. 

Ações para impulsionar o cadastro 

Em Maranguape, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), a Secretaria municipal da Saúde destacou uma equipe técnica para realizar o cadastro da população. Serão 12 pontos de cadastro distribuídos em escolas das localidades de Itapebuçu, Amanari, Umarizeiras, Tabatinga, Guabiraba, Outra Banda, Centro, Área Verde, Lagoa, Área Seca, Novo Maranguape e Serra.

Em Jijoca de Jericoacoara, a secretária da Saúde, Joila Mesquita Mororó, destacou que "agentes comunitárias de saúde realizam o cadastro de seus pacientes e servidores da Secretaria de Saúde realizam o mesmo procedimento" no prédio da pasta. 

As ações, ainda segundo Joila, estão sendo divulgadas nas redes sociais com o objetivo de "orientar a necessidade de cadastro e informar os locais disponíveis" àqueles que enfrentam alguma dificuldade ou não possuem acesso à internet. 

A Secretaria da Saúde de Pacatuba informou que os profissionais nas Unidades Básicas de Saúde, Agentes de Saúde e equipe administrativa "têm buscado atender toda demanda por parte da população, sanando dúvidas e realizando cadastro na plataforma de vacinação".

O Município ofertou aparelhos móveis para que a equipe de profissionais consiga contemplar a população e avançar no cadastro.

"Como é sabido que existe a dificuldade ao acesso de tecnologias de comunicação por parte da população, a Secretaria de Saúde disponibilizou aos seus agentes de saúde, telefones celulares com acesso a tecnologia de internet móvel 4G, para atividades pertinentes a profissão e com a necessidade de adequação as exigências do cadastro no Saúde Digital, passaram a realizar o cadastro dos usuários na plataforma".

Além disso, em dois pontos de vacinação fixos contra a Covid-19, "há equipes que realizam cadastramento desses usuários". São eles o Estádio Betão e Academia da Saúde, no Jereissati II. 

O cadastro também pode ser feito na sede da Secretaria da Saúde, no setor de imunização. "Atuamos para garantir esclarecimentos, cadastramento e agendamento quando necessário", destacou a assessoria de comunicação.

VACINÔMETRO NO CEARÁ | COVID-19

Em Sobral, na região Norte do Estado, a assessoria da Secretaria da Saúde disse que a pasta "trabalha na divulgação para o cadastro, incentivando a população e facilitando o acesso com a abertura de um guichê de atendimento na sede da Secretaria da Saúde para a população que não tem acesso ou tem dificuldades com o cadastro".

O Município disponibilizou ainda um e-mail exclusivo (ouvidoriasus@sobral.ce.gov.br) para dúvidas e um canal de atendimento (3614-2134) por meio de ouvidoria. Sobral já possui 74.701 pessoas cadastradas aguardando a primeira dose, e 53.654 residentes vacinados com a primeira dose, totalizando 128.335 pessoas, o que corresponde a 54% da população sobralense.

A Secretaria da Saúde considera que há uma grande adesão ao cadastro, tendo em vista que nesse primeiro momento vacinaremos as pessoas acima de 18 anos.

O secretário da Saúde de Paracuru, Ângelo Nóbrega, pontuou que dois servidores estão realizando o cadastro da população e tirando dúvidas na sede da Secretaria. Ele acrescentou ainda que o estuda a estratégia para direcionar equipes aos distritos do Município para realizar o cadastro da população que não tem acesso à internet. Ele, contudo, disse não existir ainda um prazo para o início da ação. 

Em Palmácia, a titular da Secretaria da Saúde, Nara Melo, limitou-se a informar que o Município dispôs de quatro pontos para auxiliar no cadastro da população ao Saúde Digital. "Escola, Cras e Secretaria da Saúde", pontuou Melo, sem especificar quais seriam as escolas. O atendimento ao público será no horário comercial. 

Já na cidade de Guaiuba, a Secretaria da Saúde do Município disponibilizou para cada Unidade Básica de Saúde (UBS) um ponto de apoio com internet.

"A grande dificuldade é a população mais carente que não tem acesso aos meios tecnológicos. Então, para que essas pessoas pudessem se cadastrar, ofertamos ajuda de toda a equipe da atenção primária, dentistas, enfermeiros técnicos de enfermagem e principalmente o agente comunitário de saúde", destacou a titular da pasta, Maria Zuleide. 

A secretária reforçou também que a Prefeitura tem utilizado os meios de comunicação para "informar e orientar a população quanto à possibilidade de cadastros nas UBS". A mesma estratégia foi adotada em Quixadá, no Sertão Central.

"Temos trabalhado através de uma intensa divulgação [redes sociais, rádio e divulgação volante], além da conscientização da população quanto a obrigatoriedade do cadastro no 'Saúde Digital' para que possam ter acesso à vacina nas próximas fases", informou a assessoria de comunicação do Município.

Legenda: Três milhões de cearenses ainda não realizaram o cadastro no Saúde Digital
Foto: José Leomar

Aos que não possuem meios de fazer o cadastro por dificuldade no acesso à internet ou ausência de computador e celular, a Secretaria da Saúde de Quixadá garantiu que realiza "o cadastro destas pessoas manualmente por meio de um formulário, com os mesmos dados solicitados no sistema, e em seguida insere no 'Saúde Digital'. Essa ação é feita em todos os pontos de vacinação, sobretudo na zona rural", completou. 

No município de Caucaia, o segundo maior em número de habitantes do Ceará, com quase 370 mil moradores, a Prefeitura realiza um mutirão para cadastro e agendamento no portal 'Saúde Digital'. "São cinco pontos descentralizados para ajudar as pessoas sem acesso à internet ou com dificuldade, para realizar o cadastro na plataforma do Governo do Estado Saúde Digital".

  • ​Escola Maria Dolores (Pabussu);
  • Escola Flávio Marcílio (Itambé);
  • Escola 07 de setembro (Jurema);
  • Escola Rubens Vaz (Marechal Rondon);
  • Escola Francisca Alves do Amaral (Nova Metrópole)

Além disso, os cinco pontos fixos de vacinação e na Praça da Matriz, "há equipes da Secretaria da Saúde auxiliando os caucaienses na realização do cadastro e agendamento". A assessoria de comunicação do Município informou que registra cerca de 1.000 agendamentos por dia desde que passou a ser obrigatório o sistema do 'Saúde Digital'.

A prefeitura de Maracanaú detalhou que  os agentes de Saúde, no ato das visitas domiciliares, auxiliam o "cadastro das pessoas com qualquer tipo de dificuldade ou sem acesso à internet". O Município também diz ter disponibilizado em todos os 27 postos de Saúde um profissional voltado somente para auxiliar a população no cadastro e/ou agendamento no 'Saúde Digital'.

Conforme dados repassados pela assessoria de comunicação do Município, já são 84.641 pessoas cadastradas no 'Saúde Digital', até ontem, 8 de junho.

Em Crato, a secretária da Saúde, Marina Feitosa, disse "os profissionais de saúde nas USF têm auxiliado o cadastro da população, principalmente os Agentes Comunitários de Saúde". Os CRAS também auxiliam a população no cadastro, "basta o cidadão procurar um desses locais".

Esses equipamentos públicos dispõem de internet e os servidores foram orientados para esse atendimento. Em alguns distritos, inclusive, as escolas têm se somado a esse esforço.
Marina Feitosa
Secretaria da Saúde do Crato

Na cidade de Barbalha, vizinha a Crato, a Secretaria da Saúde informou que está oferecendo os cadastros com uma funcionária na sede da pasta. Os agentes comunitários de saúde, em alguns postos de saúde, estão organizando também os atestados e cadastros. A pasta, no entanto, não informou quais são esses locais.

"Para chegar ao maior número de pessoas estamos fazendo diversas agendas nas unidades de saúde, além de drivers. Teremos diversas agendas nos próximos dias", explicou a Coordenadoria do cadastramento do Município. 

Em Juazeiro do Norte, maior cidade do interior Cearense com quase 270 mil habitantes, a Secretaria da Saúde explicou que disponibilizou um cronograma de atendimento nos 10 CRAS do Município, no telecentro e polo de convivência do Frei Damião para que a população mais vulnerável tenha seu cadastro garantido com auxílio dos servidores. Outra ação é o auxílio das equipes de saúde da família que ajuda a população.

Confira o cronograma:

  • Polo de Convivência Frei Damião: segunda à sexta-feira, 13h30 às 16h30;
  • CRAS Frei Damião: segunda à sexta-feira, 13h30 às 16h30;
  • CRAS Aeroporto: quarta à sexta-feira, 13h30 às 16h30;
  • CRAS João Cabral: segunda à sexta-feira, 13h30 às 16h30;
  • CRAS Jardim Gonzaga: quarta à sexta-feira, 13h30 às 16h30;
  • CRAS Triângulo: quinta e sexta-feira, 13h30 às 16h30;
  • CRAS Timbaúbas: segunda à sexta-feira, 13h às 16h;
  • CRAS São Gonçalo: quarta à sexta-feira, 13h30 às 16h30;
  • CRAS Campo Alegre: quarta e sexta-feira, 13h30 às 16h30;
  • CRAS Horto: terça à quinta-feira, 13h30 às 16h30;
  • CRAS Palmeirinha: segunda à quarta-feira, 13h30 às 16h30;
  • Telecentro Timbaúbas: segunda à sexta-feira, 13h às 16h

O Diário do Nordeste perguntou às prefeituras ouvidas qual o número de cadastros já realizados e qual a avaliação quanto a este quantitativo. Apenas a Secretaria da Saúde de Sobral respondeu. Maracanaú e Caucaia informaram o número de cadastros, mas não especificaram quantos porcentos do total o índice representa, nem expuseram qualquer avaliação sobre o quantitativo apresentado. 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará