Jovem de Camocim morre de Covid-19 após recusar vacina por "opinião própria", diz Prefeitura

Mesmo com uma doença que pode afetar os pulmões, homem de 19 anos não aceitou o imunizante

recusou vacina
Legenda: Vítima estava internada no Hospital Regional Norte, em Sobral
Foto: AFP

Um jovem de 19 anos morreu por complicações da Covid-19 nessa terça-feira (25). A vítima era de Camocim, no Litoral Oeste, mas teve o óbito confirmado no Hospital Regional Norte, em Sobral. Ele recusou a oferta do imunizante que diminui a forma grave da doença e o risco de internação. 

Segundo a Prefeitura de Camocim, o jovem tinha fibrose cística, uma doença genética crônica, também conhecida como Doença do Beijo Salgado ou Mucoviscidose, que afeta pulmões, pâncreas e o sistema digestivo.

A gestão municipal confirmou em nota que ele "não havia tomado nenhuma dose de vacina para Covid-19 por opinião própria". Esse foi o primeiro óbito causado pela doença pandêmica no município em 2022. 

"Reforçamos a importância da vacinação, do distanciamento social, de manter os cuidados de higiene, bem como o uso de máscaras. Não deixe o vírus se espalhar", alertou o comunicado. 

recusa vacina e morre
Legenda: Gestão municipal confirmou que o jovem não recebeu nenhuma dose anticovid
Foto: Reprodução

Gestante nega vacina, é internada e morre por complicações da Covid-19

Outro caso envolvendo o negacionismo diante da vacina vitimou uma gestante de 32 anos, em Tamboril, na última quinta-feira (20). A mulher faltou ao agendamento do imunizante e, mesmo recebendo uma equipe de busca ativa em casa, tornou a recusar qualquer dose.

Diante da conduta da grávida, a Secretaria Municipal de Saúde a fez assinar, no dia 5 de janeiro, um termo confirmando a recusa da vacina e assumindo a responsabilidade pela decisão.

No dia 17 de janeiro, porém, a gestante deu entrada no hospital municipal em estado crítico. Em seguida, ela foi encaminhada a uma unidade de Sobral, que deu o diagnóstico de Covid-19. 

O parto dela foi realizado pela equipe médica. Após o nascimento, o bebê foi encaminhado para um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal e segue sob cuidados médicos. A mulher não resistiu às complicações da doença. 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará