Gestante que recusou vacina contra Covid-19 duas vezes morre da doença em Tamboril

O óbito foi o primeiro causado pelo coronavírus neste ano no município

Gestante usando roupa cinza apoia mãos na barriga
Legenda: No início de janeiro, a vítima assinou um termo confirmando a recusa da vacina e assumindo a responsabilidade pela decisão
Foto: Shutterstock

O primeiro óbito causado pela Covid-19, neste ano, no município de Tamboril foi de uma gestante que recusou a vacina contra a doença. A mulher de 32 anos faleceu na última quinta-feira (20).

Segundo o secretário da Saúde da cidade, Francisco Felix Melo Farias, conhecido como Pretinho Farias, a vítima deu entrada no hospital na última segunda-feira (17). Ao constatar estado de saúde crítico, ela foi encaminhada para Sobral, onde foi diagnosticada com a doença provocada pelo novo coronavírus.

Devido às complicações causadas pela Covid-19, o parto dela foi realizado pela equipe médica. Após o nascimento, o bebê foi encaminhado para um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal e segue sob cuidados médicos. A mãe não resistiu a evolução da doença e faleceu na quinta-feira. Não foi informado o tempo de gestação em que ela estava. 

Recusou a vacina pelo menos duas vezes

Ainda conforme o secretário, a mulher foi convocada para ser imunizada contra a Covid-19, mas não compareceu. Uma equipe de busca ativa também entrou em contato com ela, mas a grávida novamente recusou qualquer dose dos fármacos. 

Em 5 de janeiro, ela assinou um termo confirmando a recusa da vacina e assumindo a responsabilidade pela decisão.

Cenário epidemiológico

Atualmente, Tamboril tem 95,5% da população apta imunizada com a primeira dose contra a Covid-19 — sendo que 88% desses já receberam a segunda etapa da vacina e 30% o reforço —, conforme dados da Secretaria da Saúde do município.

No último boletim da prefeitura, divulgado sexta-feira (21), a cidade contabilizava 3.041 casos confirmados da doença, desde o início da pandemia, além de 77 óbitos, apenas um deles foi registrado em 2022.   

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará