Humorista Carlinhos Mendigo vira réu por crime de LGBTfobia

O comediante foi denunciado ao Ministério Público em 2020 após ironizar a participação de Thammy Miranda em ação de Dia dos Pais

Escrito por Redação,

Zoeira
humorista carlinhos mendigo
Legenda: O humorista chegou a dar depoimento à Polícia Civil defendendo sua "liberdade de opinião"
Foto: Reprodução/Instagram

Carlos Alberto da Silva, o Carlinhos Mendigo, virou réu pelo crime de LGBTfobia após a Justiça aceitar uma denúncia do Ministério Público de São Paulo (MPSP). O humorista foi denunciado por divulgação de conteúdo ofensivo contra pessoas gays e trans nas redes sociais. 

Denúncia foi feita no ano passado por Agripino Magalhães, suplente de deputado estadual de SP e ativista dos direitos LGBTQIA+. Segundo o portal G1, a decisão da Justiça é de abril e ainda cabe recurso.

A Delegacia Especializada de Crimes Raciais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de SP investigou os fatos após a denúncia e chegou a convocar Carlinhos Mendigo para depoimento.

A LGBTfobia foi criminalizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 2019 e se enquadra no âmbito do crime de racismo. Pena para quem for condenado por agressões a pessoas LGBTQIA+ varia entre um a cinco anos de reclusão.

TRANSFOBIA CONTRA THAMMY MIRANDA

De acordo com o G1, Carlinhos Mendigo negou, em depoimento à Polícia Civil, a autoria de uma das postagens — que não teve o conteúdo divulgado — indicadas como LGBTfóbicas, mas assumiu ter ironizado a participação do ator e vereador Thammy Miranda em uma campanha de Dia dos Pais.

Em agosto de 2020, o filho de Gretchen, que é um homem trans, participou de ação publicitária junto ao filho Bento e à esposa Andressa Ferreira. 

À época, Carlinhos Mendigo fez memes com a situação, publicando foto de Thammy antes da transição de gênero. Ele afirmou ser "uma afronta" Thammy poder ser pai, enquanto ele não. O comediante trava uma batalha judicial pela guarda de seu filho.

"LIBERDADE DE OPINIÃO"

No depoimento, Carlinhos defendeu sua "liberdade de opinião" por ser cristão e disse que "não quis ofender o público LGBT com suas palavras". Ele não foi localizado pela reportagem do G1 para comentar o caso nesta segunda-feira (14). 

Informações sobre o Facebook e o Twitter do humorista foram solicitadas às empresas pela Polícia para confirmar a procedência das publicações de cunho ofensivo. Atualmente, o Instagram de Carlinhos Mendigo está fora do ar.