Governo quer vender R$ 150 bi em participações em empresas em 2020

De acordo com o secretário Salim Mattar, Petrobras, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil não serão privatizados totalmente