Informalidade entre empregados domésticos é recorde no Ceará

Mais de 85% dos trabalhadores da classe no Estado não têm carteira assinada. Segundo dados do IBGE, cerca de 245 mil empregados domésticos atuavam na informalidade no primeiro trimestre do ano