‘The Voice +’: programa exclusivo para cantores a partir de 60 anos estreia neste domingo (17)

Talentos selecionados e time técnico completo, a competição será marcada por muita música, diversão, histórias e lições de vida

Imagem: Globo/João Miguel
Legenda: Time técnico do 'The Voice+' está composto pela estreante Ludmilla, Daniel, Cláudia Leitte e Mumuzinho
Foto: Globo/João Miguel

O ‘The Voice +’, programa exclusivo para artistas a partir de 60 anos estreia na tarde deste domingo (17), na Globo. A competição promete um show de interpretações, histórias e lições de vida emocionantes. Segundo o diretor artístico, Creso Eduardo Macedo, após a seleção, realizada em diferentes estados do Brasil, a nova versão da franquia reúne os candidatos mais experientes, e deles, o público receberá uma importante lição: “sonhos não envelhecem”.

Imagem: Globo/João Miguel
Legenda: Os apresentadores André Marques e Thalita Rebouças comandam o "The Voice+"
Foto: Globo/João Miguel

"Estamos caminhando para o 10.º ano de 'The Voice' e, ano após ano, parece ser inesgotável a quantidade de artistas bons, disponíveis, querendo sonhar e mostrar sua arte. Isso deixa a gente muito empolgado. E é com essa empolgação e felicidade que estamos construindo o The Voice +. A peculiaridade dessa edição não é só por conta da idade, é o volume de tempo que essas pessoas viveram. Vamos ter muitas histórias interessantes e bonitas de vida, além do talento que é especialíssimo", retrata Creso Macedo.

No 'The Voice+, o Brasil vai poder acompanhar pessoas que, por algum motivo, tiveram a carreira interrompida, bem como as que sempre quiseram, porém nunca tiveram oportunidade de se apresentar.

"É para isso que serve o 'The Voice+'. É isso que justifica o que fazemos nesse momento. É essa oportunidade que podemos trazer para esses artistas. Isso é o que eles precisam para continuarem acreditando ser possível colocar seus sonhos para frente", fundamenta o diretor.

O reality musical contará com apresentação de André Marques e Thalita Rebouças nos bastidores. No juri técnico, os candidatos passarão pela análise dos veteranos Daniel e Claudia Leitte, e, ainda, pelos olhos e ouvidos atentos de Mumuzinho, que recentemente substituiu Leitte no The Voice Kids, além da estreante Ludmilla.

No segmento 60+,  estarão no palco empresários de sucesso, que cantavam em barzinhos quando mais jovens; pessoas que já fizeram história ao lado de músicos internacionais; e até uma senhora que não queria participar por vergonha, mas os netos fizeram sua inscrição.

Expectativa dos técnicos 

A estreante Ludmilla está ansiosa para ver a primeira edição do 'The Voice+' no ar. Apesar da inquietação de principiante, a funkeira tem consciência da sua responsabilidade como técnica e consciência de ter nas mãos os sonhos de alguém. "Era o que eu queria, que lá atrás tivessem tido comigo. Mas, ali naquela cadeira tenho que ter cuidado com os sonhos das pessoas. Precisamos olhar com carinho, coração e ouvidos bem abertos porque, quando batemos o botão e viramos a cadeira, da gosto de ver o sorriso deles. Estou pronta para fazer o que meu coração mandar", desabafa a jurada.

Sobre o que pretende causar no público, Daniel destaca que o propósito do programa é buscar as melhores vozes. "É lógico que muitas experiências vão ser apresentadas, vai ser um aprendizado para todos, e a emoção é o que nos move. E essa jovialidade dos participantes a cada momento é uma lição de vida, é saber que sonho não tem idade, o importante é ter a mente boa e energia positiva para continuar em busca dos sonhos", complementa o sertanejo.

Para a veterana, Claudia Leitte cada edição é uma estreia. "Essa mexeu de várias formas comigo. Sou sempre à flor da pele. Me entrego muito ao que faço, e no 'The Voice' é uma descoberta de crescimento e amadurecimento diário. Acho, que esse programa vai dar uma ressignificada nos nossos conceitos, de como encaramos a vida, de como precisamos aprender, independentemente, de qual seja a fase, que sonhos realmente não envelhecem", afirma emocionada a cantora.

Feliz, ansioso e entusiasmado para a estreia, Mumuzinho confessa que o programa tem tudo a ver com sua história. Ele também surgiu de oportunidades, teve que subir em vários palcos para ser observado.

"As vozes são só um detalhe, o que impacta mesmo são as histórias de vida dessas pessoas, que fizeram com que elas chegassem no palco e estamos aprendendo muito. Estamos lidando com sonhos, são muitas emoções, ali vivenciamos todos os caminhos e o melhor é encontrar a voz que nos toca e dá aquela sacudida.", acrescenta o sambista.

Estrutura
Com as gravações acontecendo em meio a pandemia pelo coronavírus, Creso ressalta que tudo está sendo realizado seguindo protocolo sanitário com ambiente seguro, avaliações diárias e medidas antecipadas. 

"Temos equipes com médicos, infraestrutura e estamos sempre atentos aos cuidados para que nada comprometa a integridade de todos", revela o diretor.

Na pele do comunicador mais veterano à frente das versões infantis e adultas do programa, André imagina, que em casa será uma mistura de gerações assistindo ao programa.

"Teremos o público do The Voice Kids, do The Voice Brasil e, agora o do The Voice+ tudo junto e misturado, e isso é cultura, informação, é resgate de memória. Os participantes vão emocionar muita gente, vai ter muita gente chorando. Pode preparar o papel toalha, porque o guardanapo não vai dar conta", brinca o apresentador. 

O musical 'The Voice+' estreia neste domingo (17), o reality será exibido na TV Globo aos domingos, às segundas, às 20h30, no Multishow, e estará disponível também no Globoplay.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?