Professor de matemática morre após injetar substância tóxica nas coxas acreditando ser anabolizante

Gustavo Henrique Gonçalves, morador de Araçatuba (SP), faleceu por intoxicação exógena e acidose metabólica grave

professor de matemática aplica ricina nas coxas
Legenda: Educador aplicou ricina intramuscular nas duas coxas, segundo boletim médico
Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

Um professor de matemática morreu após injetar nas duas coxas ricina intramuscular acreditando ser anabolizante. O caso ocorreu na última quarta-feira (1º), em Araçatuba, interior de São Paulo. Gustavo Henrique Gonçalves, de 26 anos, chegou a ser internado, mas não resistiu, já que a substância extraída da mamona é uma proteína altamente tóxica. 

A guia de encaminhamento da Santa Casa de Araçatuba apontou que o diagnóstico inicial da vítima foi intoxicação exógena e acidose metabólica grave por envenenamento.

O boletim de ocorrência registrado pelo pai do professor anotou que Gustavo evoluiu para insuficiência respiratória, insuficiência renal aguda e choque séptico.

A Polícia Civil apura se Gustavo realmente aplicou ricina nas coxas e onde ele adquiriu o produto. O Instituto Médico Legal (IML) irá expedir uma exame necrópsia para auxiliar nas investigações.

Partida precoce

Em homenagem nas redes sociais, a namorada do professor, Ana Carolina, relembrou os oito meses de relacionamento com Gustavo, a quem ela disse ser "uma pessoa incrível, caridosa, sensível, amável e uma das melhores pessoas que pude ter o prazer de conhecer nessa vida".

"Ele se foi cedo, nos deixou cedo, mas eu rezo para que ele tenha a felicidade que ele sempre procurou a vida toda. Que Deus conforte o coração de todos os familiares, amigos e o meu, que hoje se entristeceu. Vá em paz, meu bem, e viva a paz eterna”, escreveu a recepcionista no Facebook. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil