Ministério da Saúde sofre novo ataque hacker, confirma Marcelo Queiroga

A tentativa de invasão foi de menor porte que a primeira, que deixou sites e serviços comprometidos

Queiroga fala ao microfone e gesticula
Legenda: Após ataque de hackers, o ministro Marcelo Queiroga afirmou que a situação será normalizada e caso é investigado
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O ministro Marcelo Queiroga confirmou que o Ministério da Saúde sofreu um novo ataque hacker entre esse domingo (12) e esta segunda (13). Conforme o gestor, a nova tentativa de invasão foi de menor porte. 

Fontes ligadas à Polícia Federal (PF) haviam informado mais cedo sobre o ataque, mas o Ministério passou o dia negando. "Foi algo de menor monta e estamos trabalhando para recuperar isso o mais rápido possível", informou Queiroga durante entrevista em Brasília. As informações são do g1.

O sistema de e-mails do MS chegou a ficar fora do ar nesta segunda, o que havia sido justificado como manutenção de rede. Esse é o segundo ataque hacker aos servidores da pasta.

Entre a última quinta (9) e sexta (10), o site do Ministério e o ConecteSUS foram alvos de ataques cibernéticos. 

Previsão de normalização

Queiroga ainda informou nesta segunda que a previsão para o restabelecimento total dos sistemas deve ser afetada. Inicialmente, o retorno de serviços como o ConecteSUS estava previsto para esta terça-feira (14).

"Eu falei que [seria resolvido] até amanhã, né? Aí, houve esse outro ataque, infelizmente somos vítimas dessas figuras que têm, de maneira criminosa, invadido sistemas. Tentado invadir, né, eles não conseguem invadir, mas tumultuam, atrapalham", ponderou o ministro. 

Os ataques cibernéticos estão sendo investigados pela PF desde a sexta-feira passada. No mesmo dia, outro site do governo federal foi invadido, quando hackers xingaram o presidente Jair Bolsonaro. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil