Jair Bolsonaro diz que Coronavac é a ‘vacina do Brasil’

Esta foi a primeira manifestação pública do presidente desde que, no domingo (17), a Anvisa aprovou a autorização para o uso emergencial das vacinas Coronavac e Oxford/AstraZeneca

Esta é uma imagem de uma epilhadeira transportando lotes da vacina Coronavac
Legenda: A Coronavac começou a ser distribuída aos estados nesta segunda-feira (18)
Foto: Paulo Lopes/ Ministério da Saúde

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou sobre a aprovação das vacinas contra a Covid-19 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e disse nesta segunda-feira (18), em conversa com apoiadores na entrada do Palácio da Alvorada, que a Coronavac é a "vacina do Brasil" e não de "nenhum governador", em uma crítica ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP).  

"Pessoal, uma notícia. Apesar da vacina... Apesar não, né? A Anvisa aprovou, não tem o que discutir mais. Agora, havendo disponibilidade no mercado, a gente vai comprar e vai atrás de contratos que fizemos também, que era para ter chegado a vacina aqui", disse Bolsonaro em uma transmissão com cortes publicada por um canal bolsonarista na internet. "Então está liberada a aplicação no Brasil. E a vacina é do Brasil, não é de nenhum governador não, é do Brasil", afirmou. 

Esta foi a primeira manifestação pública de Bolsonaro desde que, no domingo (17), a Anvisa aprovou, por unanimidade, a autorização para o uso emergencial das vacinas Coronavac e Oxford/AstraZeneca. Minutos depois, a Coronavac começou a ser aplicada em São Paulo em evento capitaneado por Doria, ficando na frente do Governo Federal na corrida pelo início da imunização no País. 

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) foi o primeiro inquilino do Palácio do Planalto a se manifestar, na manhã desta segunda-feira, sobre o início da vacinação contra a Covid-19, no domingo.  

 "A Anvisa fez excelente o trabalho dela. Tem aí duas vacinas aprovadas, tem vacina contratada para até o final do ano vacinar 70% da população brasileira, e, consequentemente, a gente chegaria numa situação, ao fim desse ano, com liberdade de manobra em relação a essa pandemia", afirmou Mourão. 

Vacinação contra Covid-19 no Ceará 

A vacinação contra a Covid-19 no Ceará terá início às 17h desta segunda-feira (18), conforme anunciou a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). O primeiro lote com 218 mil doses da Coronavac tem previsão de chegar ao Estado às 14h. O carregamento saiu do Centro de Distribuição do Ministério da Saúde, Guarulhos (SP), nesta manhã. 

O governador Camilo Santana afirmou que a vacinação do primeiro grupo prioritário deve começar ainda nesta segunda-feira. "Nosso objetivo é ainda hoje, às 17h, iniciar a campanha de vacinação no Ceará. É um momento importante para o Brasil e para o Ceará", afirmou Santana. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil