Chega ao Brasil primeiro lote de vacinas anticovid da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos

País recebeu 1,2 milhão de doses pediátricas da farmacêutica americana

vacinas da pfizer para crianças chegam ao Brasil
Legenda: Remessa desembarcou no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP)
Foto: Reprodução/ALFTV Receita Federal

O primeiro lote de doses pediátricas contra a Covid-19 da Pfizer chegou ao Brasil na madrugada desta quinta-feira (13). Com 1.248 milhão de doses, a remessa desembarcou às 4h48 no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP). Os imunizantes serão distribuídos aos estados para aplicação em crianças de 5 a 11 anos. 

A informação de que a farmacêutica americana enviaria ao país o primeiro carregamento de vacinas para o público dessa faixa etária ainda neste mês havia sido antecipada no dia 3 de janeiro pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Já na última segunda-feira (10), o titular da Pasta anunciou que o Brasil deverá receber 4,3 milhões de doses para crianças até o fim do mês, isto é, 600 mil doses a mais que a previsão inicial. Os imunizantes chegarão em carregamentos separados, mas o cronograma de envio ainda não foi comunicado.

Vacinação infantil

Segundo o governo federal, a vacinação de crianças de 5 a 11 anos ocorrerá:

  • em ordem decrescente de idade (das crianças mais velhas para as mais novas), com prioridade para quem tem comorbidade ou deficiência permanente e para crianças quilombolas e indígenas;
  • sem necessidade de autorização por escrito, desde que pai, mãe ou responsável acompanhe a criança no momento da vacinação;
  • com intervalo de oito semanas – um prazo maior que o previsto na bula, de três semanas.

Essas recomendações foram anunciadas pelo Ministério da Saúde no dia 5 de janeiro, quando a Pasta anunciou que a imunização da faixa etária não será obrigatória e nem exigirá receita médica, como chegou a cogitar o Executivo inicialmente. 

A imunização de crianças de 5 a 11 anos foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no último dia 16 de dezembro, após análises de segurança e eficácia da vacina. 

A dosagem da vacina para crianças seria ajustada e menor do que a aplicada em adolescentes e adultos. Conforme a Anvisa, em crianças a vacina será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas). E o intervalo entre as doses será de, pelo menos, 21 dias.

Já a tampa do frasco da vacina virá na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e por pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para a vacinação. A vacina também tem esquema de conservação diferente, já que pode ficar por 10 semanas em temperatura de 2°C a 8°C. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil