Espanha barra entrada de viajantes vindos do Brasil; veja outros países que adotaram a restrição

A medida tem o objetivo de reduzir a propagação de novas variantes do coronavírus no país europeu

Esta imagem mostra um homem usando equipamentos de segurança limpando uma escada na Espanha em meio a segunda onda de covid-19 no país
Legenda: A Espanha se aproxima de 60 mil mortes causadas pela Covid-19 e já superou 2,8 milhões de casos da doença
Foto: AFP

Os passageiros de voos vindo do Brasil terão entrada restrita na Espanha a partir desta quarta-feira (3). Será permitida apenas o acesso de viajantes de países que tenham nacionalidade ou residência espanhola e andorrana, para reduzir a propagação de novas variantes do coronavírus. Pessoas vindas da África do Sul também estão sujeitas ao bloqueio. 


As restrições são semelhantes às adotadas por outros países europeus, como a Alemanha, e terão duração de duas semanas, disse em entrevista coletiva a porta-voz María Jesús Montero nesta terça-feira (2).  

Com o anúncio, cresce o número de países que já estabeleceram algum tipo de restrição para viajantes provenientes do Brasil. Nas últimas semanas, os governos da Itália, Alemanha, Portugal, Reino Unido e dos vizinhos Colômbia e Peru proibiram voos partindo do Brasil.


Montero também afirmou que além dos cidadãos e pessoas com visto de residência na Espanha e em Andorra, o país também permitirá a entrada de passageiros em trânsito a partir do Brasil e da África do Sul que não permaneçam mais de 24 horas no país e que não saiam do aeroporto. As restrições integram a "ação decidida por este governo para proteger a saúde dos cidadãos, contendo o avanço da doença", disse María Jesús Montero. 

Desde o fim de dezembro, a Espanha só permite a entrada a partir do Reino Unido de pessoas com nacionalidade ou residência na Espanha e no microestado de Andorra, após a detecção da nova variante neste país, que é mais contagiosa. De acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde local, a Espanha registrou mais de 350 casos confirmados da variante britânica
 
A Espanha, um dos países europeus mais afetados pela pandemia, se aproxima de 60.000 mortes e já superou 2,8 milhões de casos de Covid-19. 

Restrições de visitantes vindo do Brasil 

Confira a lista de países que possuem bloqueios em relação ao ingresso de pessoas vindos do Brasil, de acordo com levantamento da Iata, atualizado nesta terça-feira. 

  • Alemanha - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). Passageiros que estiveram no Brasil só podem entrar em casos excepcionais e precisam mostrar teste negativo feito no máximo 48 horas antes, mesmo em trânsito. Pode ser imposta quarentena de dez dias
  • Áustria - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). Vôos do Brasil suspensos até 7 de fevereiro. Passageiros podem ter que fazer teste e isolamento de dez dias
  • Bélgica - entrada fechada a não residentes. É preciso ter teste negativo feito no máximo 72 horas antes e fazer novos testes e quarentena na chegada
  • Bulgária - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE, da zona Schengen e do Reino Unido (exceções devem ser consultadas). É preciso apresentar teste negativo feito no máximo 72 horas antes. Passageiros podem ter que fazer novo teste e quarentena de dez dias
  • Croácia - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). Passageiros que estiveram no Brasil precisam mostrar teste negativo feito no máximo 48 horas antes, mesmo em trânsito. Pode ser imposta quarentena de 14 dias
  • Dinamarca - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). É obrigatório apresentar teste negativo feito 24 horas antes do embarque.
  • Eslováquia - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). Pode ser necessário fazer teste na chegada e quarentena de dez dias
  • Eslovênia - é preciso apresentar teste negativo feito no máximo 48 horas antes. Pode ser imposta quarentena de dez dias
  • Espanha - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). Passageiros vindos do Brasil não podem entrar, salvo residentes e espanhóis. Teste negativo feito no máximo 72 horas antes é obrigatório. Passageiros podem ter que fazer exame na chegada
  • Estônia - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). Passageiros podem ter que fazer teste na entrada e auto-isolamento
  • Finlândia - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). Passageiros sem teste negativo para Covid devem fazer exame na chegada
  • França - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). Teste negativo feito no máximo 72 horas antes é obrigatório, mesmo para passageiros em trânsito. Quarentena pode ser imposta
  • Grécia - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE, da zona Schengen e do Reino Unido (exceções devem ser consultadas). É preciso apresentar exame negativo feito até 72 horas antes. Auto-isolamento de sete dias pode ser imposto
  • Holanda - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). Vôos do Brasil suspensos até 22 de fevereiro. É preciso ter teste negativo feito no máximo 72 horas antes, mesmo para passageiros em trânsito. Quarentena de dez dias pode ser imposta
  • Hungria - entrada fechada a não residentes, com exceção de cidadãos húngaros. Passageiros podem ter que fazer exames na entrada e quarentena de dez dias
  • Irlanda - teste negativo feito no máximo 72 horas é obrigatório. Quarentena de 14 dias pode ser imposta
  • Itália - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). Voos do Brasil estão proibidos até 15 de fevereiro e passageiros que estiveram no Brasil nos 14 dias anteriores não podem entrar até o dia 22. É preciso mostrar teste negativo feito no máximo 72 horas antes, mesmo em trânsito. Pode ser imposto teste na chegada e quarentena de 14 dias
  • Letônia - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). Teste negativo para Covid é obrigatório, e passageiros podem ter que fazer auto-isolamento por dez dias
  • Lituânia - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE, da zona Schengen e do Reino Unido (exceções devem ser consultadas). Passageiros sem teste negativo para Covid têm que fazer exame na chegada e podem ter que fazer auto-isolamento
  • Polônia - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE, da zona Schengen e do Reino Unido (exceções devem ser consultadas) . Passageiros podem ter que fazer quarentena de dez dias
  • Portugal - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). Vôos do Brasil são proibidos. Teste negativo feito no máximo 72 horas antes é obrigatório. Passageiros podem ter que fazer exame na chegada
  • Romênia - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). Passageiros podem ter que fazer quarentena
  • Suécia - entrada fechada a não residentes, incluindo europeus que não venham de países escandinavos
  • Suíça - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). Passageiros podem ter que fazer quarentena de 14 dias
  • Noruega - entrada fechada a não residentes, com exceção de cidadãos noruegueses. Passageiros podem ter que fazer teste na entrada e quarentena de dez dias
  • Reino Unido - entrada fechada a passageiros que estiveram no Brasil, a não ser em casos excepcionais. Teste negativo feito 72 horas e auto-isolamento de dez dias é obrigatório; quem vêm de locais com alta circulação do vírus deve fazer quarentena vigiada
  • República Tcheca - entrada fechada a não residentes e a cidadãos de fora da UE e da zona Schengen (exceções devem ser consultadas). É preciso fazer teste na chegada e quarentena de dez dias
Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo