Suspeito de participação na morte de universitária de 21 anos é preso na Capital

O homem já possui antecedentes por roubo e, segundo a Polícia, foi responsável por dar apoio aos outros participantes na ocorrência

Universitária vítima de latrocínio
Legenda: Durante a assalto no dia 11 de maio, Fabíola foi baleada e morreu no local.

A Polícia Civil do Ceará (PCCE) prendeu um homem suspeito de participação no latrocínio da universitária Fabíola Andreza Veras Batista, 21, morta no dia 11 de maio, após reagir a um assalto no bairro Quintino Cunha, em Fortaleza. Outros suspeitos ainda são procurados. 

Ele foi preso um dia depois do crime, na última quarta-feira (12), no mesmo bairro onde o assalto foi cometido. O homem de 21 anos já possui antecedentes por roubo e, segundo a Polícia, foi responsável por dar apoio aos outros participantes na ocorrência.

Ele foi conduzido à sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde foi ouvido e autuado em flagrante por latrocínio, que é o roubo com resultado de morte. 

No dia 11, Fabíola estava em um estabelecimento comercial com o companheiro, à espera de duas quentinhas para a viagem, quando foi surpreendida por homens que anunciaram um assalto. Durante a ação, ela teria se recusado a entregar as chaves do carro e foi baleada, morrendo no local. 

O veículo da universitária foi localizado no mesmo dia e encaminhado para ser periciado. Os outros suspeitos já foram identificados e estão sendo procurados. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança