Universitária é assassinada após se negar a dar a chave do carro durante assalto em marmitaria

Jovem de 21 anos havia se recuperado de uma leucemia e foi baleada ao esperar quentinhas

universitária vítima de latrocínio
Legenda: Fabíola Andreza era estudante de Farmácia e estava com o companheiro à espera de duas quentinhas
Foto: Reprodução

Uma universitária de 21 anos foi vítima de um latrocínio em uma marmitaria no bairro Quintino Cunha, em Fortaleza, na manhã desta terça-feira (11). Informações preliminares indicam que a estudante tinha se recuperado de uma leucemia recentemente e há um ano perdeu o pai também vítima de latrocínio. 

Identificada como Fabíola Andreza Veras Batista, a jovem era estudante de Enfermagem e estava com o companheiro à espera de duas quentinhas para viagem. Enquanto aguardava, dois homens chegaram ao estabelecimento e anunciaram o assalto. 

[Atualização às 21:15, de 11/05/2021] O Diário do Nordeste informou anteriormente, com base em informações colhidas com a Polícia no local, que a vítima cursava Farmácia. A informação correta é que ela estudava Enfermagem.

A universitária teria se recusado a entregar as chaves do carro, e um dos indivíduos disparou contra o pescoço dela. O companheiro de Fabíola não foi ferido.

Após o crime, os suspeitos fugiram usando o carro da vítima. Segundo a Polícia, um terceiro homem teria auxiliado na ação criminosa, ficando em um veículo fora do estabelecimento. Equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) estão realizando buscas a fim de localizar os criminosos.

O carro da vítima foi recuperado por equipes da 6ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) depois de diligências.

Pai da vítima também sofreu latrocínio

Segundo informações obtidas com policiais no local do crime, o pai da estudante foi vítima de um latrocínio no bairro Vila Velha no ano passado. A jovem estaria a caminho de terminar a graduação e havia se recuperado de uma leucemia recentemente.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança