Dez municípios do Sertão Central entram conjuntamente em lockdown a partir desta sexta-feira (5)

Prefeitos de Quixadá, Quixeramobim, Banabuiú, Pedra Branca, Ibicuitinga, Choró, Ibaretama, Milhã, Solonópole e Senador Pompeu assinaram o documento que tem vigência de 14 dias.

A reunião entre os prefeitos do Consórcio de Saúde do Sertão Central aconteceu na tarde desta quinta (4), em Quixadá
Foto: Cid Barbosa

Atualização: O Diário do Nordeste noticiou, no fim da tarde desta quinta-feira (4), que dez municípios integrantes do Consórcio de Saúde Pública do Sertão Central haviam deliberado conjuntamente em reunião a adoção de lockdown a partir desta sexta-feira, dia 5. Contudo, no início da noite, cinco municípios retrocederam e decidiram cancelar a medida. A tendência é que as demais cidades, que ainda não se posicionaram oficialmente, também voltem atrás da decisão. Saiba mais clicando aqui

Dez prefeitos do Sertão Central decidiram, conjuntamente, decretar lockdown. A medida restritiva passa a vigorar nesta sexta-feira (5) e tem vigência de 14 dias. Gestores das cidades de Quixadá, Quixeramobim, Banabuiú, Pedra Branca, Ibicuitinga, Choró, Ibaretama, Milhã, Solonópole e Senador Pompeu - grupo que forma o Consórcio de Saúde Pública do Sertão Central - assinaram o documento com as medidas mais rígidas.

Durante o lockdown, somente serviços considerados essenciais deverão funcionar, como supermercados e farmácias. A decisão foi motivada pela rápida disseminação do novo coronavírus em todo o Estado e pelo iminente colapso do sistema público de saúde. 

Municípios do interior que já decretaram lockdown:

O Diário do Nordeste tentou contato com o presidente da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), Júnior Castro, para saber se outras cidades sinalizaram com a possibilidade de decretar lockdwon conforme fora recomendado ontem (3) pelo governador Camilo Santana (PT). No entanto, não obtivemos retorno até o fechamento desta matéria. 

Na noite desta quarta-feira (3), Camilo recomendou a adoção do isolamento rígido aos municípios cearenses em situação sanitária mais crítica. Além dos 16 municípios do interior que já adotaram a medida restritiva, outras cidades podem seguir o mesmo caminho nas próximas horas.

Conforme o Diário do Nordeste antecipou, prefeitos de outras cidades do interior se reúnem ao longo desta quinta para analisar os indiciadores epidemiológicos e decidirem quanto a deliberação do lockdwon. 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará