Sete dicas de decoração para home office gastando pouco

Trabalhar e morar no mesmo lugar pode até dar trabalho, mas a SISI traz algumas dicas de como deixar o home office mais fácil

Decoração para home office.
Legenda: Decoração para home office.
Foto: Reprodução

A vida durante a pandemia da Covid-19 precisou ser completamente reformulada. Não há uma pessoa que tenha conseguido viver perfeitamente igual como era antes. Sem dúvida, uma das grandes transformações, aconteceu no trabalho.

Muitos passaram a trabalhar, estudar ou empreender em casa. Escolher um lugar para chamar de “home office” e decorá-lo pode até parecer simples, mas exige alguns cuidados. A SISI traz sete dicas para facilitar esse processo e ajudar a conseguir a produtividade esperada. 

Criar um espaço aconchegante, confortável e funcional faz toda a diferença no trabalho remoto. Para as arquitetas Ivana Amorim e Mariana Mendes, sócias da Estúdio MEA, o home office foi e ainda é fundamental no período em que estamos vivendo, mas é ideal que aconteça em um lugar adequado para que seja produtivo e saudável para o usuário.  

A mudança do trabalho presencial para o remoto deixou muitas pessoas sem saber o que fazer, perdidas dentro da própria casa. Foi preciso adaptação, tanto mentalmente, para conseguir organizar e separar o momento “trabalho”, do momento “lazer” no mesmo espaço, quanto fisicamente.

Gabriela Nunes, jornalista e social média passou por essa mudança, não só de espaço físico no trabalho, mas também de cidade. A jornalista cearense morou durante quatro anos em Salvador e trabalhava em uma agência de marketing digital, mas precisou voltar para Fortaleza.  

Já a advogada Marina Macedo precisou readaptar a forma de trabalhar. Com a pandemia, veio a aula online da filha e atividades da casa. “Então surgiu a vontade de ter um cantinho mais aconchegante para ajudar na rotina e organização”, afirma Marina.  

A empresa que Gabriela trabalha já tinha clientes de outras cidades, ou seja, o trabalho e o atendimento já costumavam ser remoto. No começo da pandemia, os funcionários foram direcionados a trabalhar em casa. Contudo, devido a problemas pessoais, Gabriela precisou voltar a morar com os pais.

Mudança de vida, adaptações e recomeços aconteceram justamente no período de lockdown e Gabriela necessitou se organizar. Ao chegar à casa dos pais, no Ceará, a social média precisou modificar seu antigo quarto, pois tinha se transformado em um espaço de apoio da família. 

“No começo eu achava que eu ia voltar para Salvador, mas fui ficando e ficando e resolvi morar aqui de vez. Meu pai tirou as coisas dele do quarto e eu fui comprando coisas novas, comprei uma cama e uma escrivaninha. Fui me ajeitando do jeito que dava até virar meu quarto e home office”, explica Gabriela Nunes. 

Escrivaninha de Gabriela Nunes.
Legenda: Escrivaninha de Gabriela Nunes.
Foto: Gabriela Nunes

Marina, por sua vez, escolheu um espaço que estava servindo de depósito, comprou ar-condicionado e cortina. Já tinha a bancada, mas encomendou um vidro para a parte de cima.

“O restante da decoração comprei ou usei peças que eram da família como relógio, chapéu, livros, porta lápis (eram dos meus bisavós), xícara de café da minha avó. Adoro ter essas lembranças por perto”, explica. A advogada pesquisou inspirações do aplicativo Pinterest e gosta de ambientes que tenham a “cara” da pessoa.

Home office de Marina Macêdo.
Legenda: Home office de Marina Macêdo.
Foto: Marina Macêdo

“Eu pessoalmente gosto disso! De ir ajeitando uma coisa aqui outra ali, de trazer um livro, um objeto de viagem ou trocar a planta. São pequenas mudanças, mas que renovam o lar e também a mente”, comenta Marina Macêdo. 

Home office de Marina Macêdo.
Legenda: Home office de Marina Macêdo.
Foto: Marina Macêdo.

Com relação ao trabalho - literalmente - à distância, mais precisamente 1.182 km que a separam da empresa em Salvador, Gabriela afirma que está sendo uma experiência gratificante. A jornalista acredita que se não fosse em período pandêmico, teria preciso pedir demissão para voltar à cidade natal, ou seja, o home office acabou contribuindo para que não perdesse o emprego. 

Escrivaninha de Gabriela Nunes.
Legenda: Escrivaninha de Gabriela Nunes.
Foto: Gabriela Nunes

“A parte boa no home office é essa possibilidade de eu estar aqui no Ceará, ou seja onde for, e prestar serviços para uma empresa de Salvador. Esse modelo de trabalho tem me permitido estar na cidade que nasci, com minha família e amigos e continuar trabalhando na agência que me contratou desde antes da pandemia. Tem sido uma experiencia tranquila”, diz Gabriela Nunes. 

Dicas de decoração para home office

Investir em um espaço dentro de casa para conseguir trabalhar (ou estudar) remotamente requer planejamento. As arquitetas, Ivana Amorim e Mariana Mendes, sugerem algumas dicas de decoração de home office, mas aconselham pedir ajuda a um profissional para evitar surpresas. 

Busque identificar quais são as principais atividades realizadas durante o dia para que assim possa definir o melhor ambiente de trabalho. Os seguintes questionamentos podem ajudar a definir o melhor espaço: 

-Como é o dia a dia no trabalho? 

-Preciso de qual espaço para suprir minhas necessidades? 

-Daria certo dividir o mesmo lugar com outras pessoas? 

Como escolher o lugar ideal? 

A primeira orientação realizada pelas arquitetas foi na questão da escolha do espaço que será destinado ao trabalho remoto. É recomendável definir um local silencioso e iluminado, de preferência próximo a janelas para que ocorra a passagem de luz e vento. Espelhos são bons para propagar a luz natural do espaço. 

Home office projetado por Ivana Amorim e Mariana Mendes, sócias da Estúdio MEA.
Legenda: Home office projetado por Ivana Amorim e Mariana Mendes, sócias da Estúdio MEA.
Foto: Ivana Amorim

Um pouco de cor não faz mal a ninguém! 

Home office colorido.
Legenda: Home office colorido.
Foto: Reprodução

“A pintura é uma boa alternativa para mudar um ambiente sem gastar muito. Apenas com uso de cores é possível setorizar os espaços e proporcionar uma certa organização visual”, afirmam as arquitetas Ivana Amorim e Mariana Mendes. As profissionais ainda indicam cores claras e neutras no ambiente para deixar um ar leve e propício à produtividade. 

Home office colorido.
Legenda: Home office colorido.
Foto: Reprodução

Quais móveis eu escolho? 

Opte por móveis funcionais
Legenda: Opte por móveis funcionais
Foto: Reprodução

Opte por móveis funcionais. Uma boa opção são os soltos, pois podem deixar o ambiente mais descontraído. Além disso, não esqueça de reservar espaços para organização de itens importantes como livros e materiais de trabalho, ou seja, além da mesa e cadeira, invista em prateleiras ou estantes. “O mobiliário encontrado nessas lojas grandes que produzem em série é uma boa opção para quem não pode investir muito e ainda sim ter um resultado legal”, explicam Ivana Amorim e Mariana Mendes. 

Opte por móveis funcionais.
Legenda: Opte por móveis funcionais.
Foto: Reprodução

Vou trabalhar em um ambiente pequeno. O que faço?  

Em ambientes pequenos, o ideal é otimizar o espaço. As arquitetas sugerem aproveitar mais as paredes, com setorização de cores, por exemplo, e deixar as bancadas livres. Caso não consiga separar um espaço único para a realização do trabalho remoto por falta de espaço, a dica seria setorizar os cômodos já existentes. A desvantagem nesse caso, são os possíveis ruídos causados por outras pessoas da casa. Nesse caso, melhor optar pela varanda, como tentativa de solução desse incomodo e torcer para não ter vizinhos barulhentos.

Espaço pequeno para home office.
Legenda: Espaço pequeno para home office.
Foto: easyDeco

Como definir a cadeira e mesa ideais? 

Postura durante o trabalho.
Legenda: Postura durante o trabalho.
Foto: Conserto Consultoria

“A escolha da cadeira e mesa de trabalho são talvez os itens mais importantes na hora de começar a pensar no home office. Cadeiras com rodízio e regulagem de altura seriam ideais para uma longa jornada, mas usar um modelo mais simples e que talvez já tenha em casa também é uma opção. Para melhorar a funcionalidade, opte por artifícios como almofadas e elevações para os pés”, ressaltam Ivana Amorim e Mariana Mendes. 

Mesa com prancha de compensado e cavaletes.
Legenda: Mesa com prancha de compensado e cavaletes.
Foto: Reprodução

“Já para bancada é preciso estar atento às medidas. Ideal que seja 75 centímetros de altura, 1,20 metros de largura e no mínimo 50 centímetros de profundidade”, acrescentam as arquitetas. Uma sugestão prática e econômica é a utilização de cavaletes e uma prancha de compensado. 

Mesa com prancha de compensado e cavaletes.
Legenda: Mesa com prancha de compensado e cavaletes.
Foto: Reprodução

Meu home office, minha decoração 

No modo geral, a criatividade é sempre bem-vinda. Abuse de peças que agradem os olhos e deixam o ambiente harmonioso. “Adicione ao ambiente alguns objetos afetivos que proporcionem bem estar e tragam identidade”, comentam as arquitetas Ivana Amorim e Mariana Mendes. 

Decoração realizada por Ivana Amorim e Mariana Mendes, sócias da Estúdio MEA.
Legenda: Decoração realizada por Ivana Amorim e Mariana Mendes, sócias da Estúdio MEA.
Foto: Ivana Amorim

Deixe o espaço de trabalho a sua cara. Invista em objetos que otimizam o dia-a-dia como porta-canetas, porta-clips, porta-papeis, organizadores, ente outros. Setorizar documentos e outros materiais em gavetas também facilita e deixa a bancada livre. 

Decoração para home office.
Legenda: Decoração para home office.
Foto: Reprodução

“Plantas são sempre bem-vindas!”

Decoração para home office com plantas.
Legenda: Decoração para home office com plantas.
Foto: Reprodução

As arquitetas Ivana e Mariana, apaixonadas por plantas, super indicam como decoração, pois além de serem lindas, dão um toque natural ao ambiente. "As plantas são um ótimo artifício que pode ser usado no home office. Além de proporcionar bem estar, ajudam também com a umidade do ar", afirmam as arquitetas Ivana Amorim e Mariana Mendes.

Decoração para home office com plantas.
Legenda: Decoração para home office com plantas.
Foto: Histórias de casa

A escolha do home office dos sonhos, dependerá do estilo e necessidades impostos durante a jornada de trabalho. Não esqueça de priorizar o conforto e praticidade para uma boa produtividade. 


Assuntos Relacionados