Ceará pretende vacinar todos os professores com 2ª dose contra Covid-19 até agosto

Volta às aulas presenciais na rede pública é prioridade da gestão nesta etapa da retomada e deve se iniciar no próximo mês

escolas ceará volta aulas pandemia
Legenda: Imunização de trabalhadores da educação é fundamental para volta às aulas presenciais seguras, aponta Dr. Cabeto
Foto: Thiago Gadelha

A imunização completa de professores e trabalhadores da educação do Ceará deve ser garantida com a 2ª dose da vacina contra a Covid até agosto. A informação foi confirmada pelo secretário da Saúde do Estado, Dr. Cabeto, na manhã desta terça (12).

O gestor informou que a ideia é “encurtar o plano vacinal e chegar até o final de agosto com 100% dos professores com cobertura”. “Precisamos ter as crianças na sala de aula, diminuir esses prejuízos ao ensino e à sociedade”, declarou Dr. Cabeto.

A vacinação de professores e trabalhadores de instituições educacionais teve início no Ceará no dia 29 de maio. Profissionais que tomaram os imunizantes da Astrazeneca ou da Pfizer, por exemplo, completariam o esquema vacinal entre agosto e setembro.

A proposta de antecipar a 2ª dose para essa classe já estava em discussão desde o final de junho, para “retomar as aulas o mais rápido possível, mas garantindo segurança a todos”, como havia destacado o governador Camilo Santana em entrevista ao Sistema Verdes Mares. 

No Ceará, 41.868 trabalhadores da educação já foram vacinados com a 1ª dose contra a Covid-19, mas apenas 24 já completaram o esquema com a 2ª aplicação – oito deles de Fortaleza. Os dados são do Programa Nacional de Imunizações (PNI), divulgados no Integra SUS, da Sesa.

Quero receber conteúdos exclusivos do EducaLab

Assuntos Relacionados