Torre de transmissão de energia cai e deixa sete mortos no Pará

A estrutura que estava sendo erguida faz parte de um projeto para levar energia elétrica da usina de Belo Monte para o Amapá

Torre cai no Pará
Legenda: Os feridos estão sendo encaminhados ao Hospital Regional da Transamazônica, em Altamira, com leitos disponibilizados pelo Governo Estadual
Foto: Ascom/Corpo de Bombeiros

Um acidente com uma torre de transmissão de energia elétrica deixou sete mortos e 13 feridos, na comunidade de Bom Jardim, na cidade de Pacajá, sudoeste do Pará. A estrutura estava sendo construída pela empresa KS. O caso foi na tarde desta sexta-feira (16).

Cinco vítimas, entre elas funcionários da obra, morreram na hora. Uma pessoa chegou a ser socorrida e encaminhada ao Hospital Municipal de Pacajá, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito ao dar entrada na unidade de saúde. A sétima vítima morreu a caminho do hospital.

Segundo a Prefeitura de Pacajá, os feridos foram encaminhados ao Hospital Regional da Transamazônica, em Altamira, com leitos disponibilizados pelo Governo Estadual. Não há detalhes sobre o estado dos sobreviventes.

Governador do Pará presta solidariedade

Nas redes sociais, o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), lamentou o acidente. "Acabo de receber a informação de um acidente na obra da linha de transmissão da Transamazônica. Temos registro de óbitos e feridos. Minha solidariedade às vítimas e aos familiares", escreveu.

O governador ainda garantiu que o Estado está prestando toda assistência à Prefeitura. "Corpo de Bombeiros e Polícia Militar atuam na área, e as vítimas estão sendo encaminhadas ao Hospital Regional da Transamazônica, em Altamira", completou Barbalho.

Estrutura é parte de projeto para levar energia elétrica

A estrutura que estava sendo erguida faz parte de um projeto que leva energia elétrica da usina hidrelétrica de Belo Monte para o estado vizinho, o Amapá. O Estadão Conteúdo não conseguiu contato com a empresa responsável pela construção da torre.

A Norte Energia, concessionária da Usina Hidrelétrica Belo Monte, disse se solidarizar com os familiares dos trabalhadores mortos e afirmou que a empresa em questão não presta serviços à usina.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil