Mulher percebe que comprou hambúrguer vencido há 10 anos após sentir gosto ruim

Segundo consumidora, carne congelada foi comprada em um mercado no litoral paulista e consumida no mesmo dia

imagem da embalagem do hamburguer com as datas de fabricação e validade circuladas em vermelho
Legenda: Impressão no rótulo indica que hambúrguer comprado nesta semana teria vencido em 2012
Foto: Arquivo Pessoal

Após sentir um gosto ruim enquanto comia um hambúrguer, a auxiliar de veterinária Izabela Amorim, de 21 anos, notou que o produto já estava vencido há quase 10 anos. As informações são do G1.

Conforme o portal de notícias, Izabela comprou o congelado em um mercado de Santos, no litoral de São Paulo, na última segunda-feira (10). E, no mesmo dia, preparou para o jantar.

Por perceber que a carne estava “se desfazendo”, a consumidora decidiu checar o rótulo e ficou surpresa ao constatar que o alimento foi fabricado em 25 de novembro de 2011 e venceu em 25 de março de 2012.

“O cheiro não estava ruim, mas o hambúrguer estava se desfazendo. Acreditei que seria devido ao calor, por descongelar o produto”, detalhou Izabela ao G1.

foto do hamburguer embalado
Legenda: O congelado, da marca Nosso Burguer, foi comprado esta semana
Foto: Arquivo pessoal

"Quando eu vi a validade, eu mostrei para todos da casa, para conferir se era aquela data mesmo. Porque eu não conseguia acreditar".

Logo após a indigesta surpresa, a auxiliar procurou o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da rede de supermercados, mas não estava funcionando naquele horário. No dia seguinte, foi informada que a empresa iria até a residência dela retirar o produto para análise, o que não aconteceu. 

Embora não descarte um erro de digitação, Izabela defende que isso não anula o fato de o hambúrguer estar com um gosto ruim.

Estabelecimento

O congelado, da marca Nosso Burguer, foi comprado em uma filial do Dia Supermercados em Santos. Em nota, a loja lamentou o ocorrido e informou que segue as regras sanitárias

“O grupo DIA esclarece que segue todas as regras de controle sanitário e acompanha permanentemente os processos de vigilância em suas lojas”, disse em trecho da nota enviada ao G1.

“A empresa lamenta o fato ocorrido na manhã de hoje, 12 de janeiro, na loja localizada à Av Conselheiro Nebias, em Santos. E está apurando o caso, se propondo a colaborar plenamente com as autoridades locais para o esclarecimento dos fatos”, complementou.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil