Vacina de Oxford é eficaz contra nova variante do coronavírus do Reino Unido, aponta estudo

Imunizante contra a Covid-19 produzido em parceria com a empresa AstraZeneca tem eficácia de 74,6% contra a nova cepa

Vacina da AstraZeneca/vacina contra Covid-19/vacina contra covid/vacina de Oxford
Legenda: A entidade diz que os resultados mostram sucesso do imunizante em reduzir a carga viral, o que pode se traduzir em transmissões reduzidas da doença.
Foto: Oli Scarff/AFP

A Universidade de Oxford afirmou em comunicado, divulgado nesta sexta-feira (5), que um estudo em andamento mostrou que a vacina contra a Covid-19 elaborada pela instituição e pela AstraZeneca tem eficácia "similar" contra a cepa encontrada inicialmente no Reino Unido, a chamada variante "Kent", ou B.1.1.7.

A entidade diz que os resultados mostram sucesso do imunizante em reduzir a carga viral, o que pode se traduzir em transmissões reduzidas da doença. O estudo coloca a taxa de eficácia da vacina contra a cepa do Reino Unido em 74,6%. Em relação à variante mais antiga, essa eficácia está em 84%.



O comunicado destaca que essas são as primeiras conclusões sobre a eficácia da vacina de Oxford contra as novas variantes do vírus. Há estudos em andamento sobre eventuais mudanças na vacina para garantir proteção mais rápida e simples contra as novas cepas, diz a nota.

O comunicado ressalta que as conclusões do estudo são preliminares e que ele ainda será submetido a uma publicação científica para revisão e publicação.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo